Engenharia Civil

Separamos as 3 melhores engenharias para você escolher

Você está concluindo o Ensino Médio e busca uma carreira com boas oportunidades de crescimento no mercado? Então, um curso de engenharia pode ser uma excelente escolha para o seu futuro profissional!

Mas, na hora de decidir a sua graduação, pode bater aquela dúvida: quais são as melhores engenharias para que você consiga atingir seus objetivos pessoais e profissionais? Qual dos cursos oferecidos mais combina com o seu perfil?

Para ajudá-lo a responder a essas questões, preparamos este post com algumas das principais habilidades que o futuro engenheiro deve desenvolver, além de destacar 3 opções de curso para que você faça a sua escolha com mais tranquilidade. Boa leitura!

Qual é o perfil do estudante de engenharia?

Quer saber se você tem as competências necessárias para se tornar um futuro engenheiro de sucesso? Então, fique de olho nas habilidades que vamos listar a seguir!

Familiaridade com as ciências exatas

Ter facilidade em lidar com números, cálculos e fórmulas está entre os principais pré-requisitos para quem quer se candidatar a uma vaga em um curso de engenharia.

Por isso, além de ter um gosto especial por disciplinas como Matemática, Física e Química, é essencial que você desenvolva as habilidades necessárias para se sair bem nessas matérias e consiga trabalhar com esses conhecimentos no dia a dia da profissão.

Visão estratégica e empreendedora

Outra caraterística essencial para os profissionais da engenharia é uma visão estratégica. Na prática, isso significa que o profissional deverá ter um olhar aguçado para captar as tendências do mercado e saber como aplicá-las em seu ramo de negócio.

É uma competência extremamente valorizada pelas empresas, sobretudo para os cargos de gestão, pois contribui com o crescimento da companhia, garantindo também maior competitividade no mercado.

Criatividade

Como a criatividade e as ciências exatas podem estar relacionadas? Ao contrário do que muitos pensam, a reunião dos dois conceitos é muito importante para o sucesso do futuro engenheiro.

Afinal, a originalidade é uma competência essencial para a descoberta de soluções inovadoras que resolvam de forma objetiva e moderna os diversos desafios do dia a dia da profissão.

Organização

Para elaborar projetos eficientes e orientar corretamente as equipes responsáveis por colocá-los em prática, é essencial que o engenheiro saiba desenvolver um planejamento bem estruturado.

Para isso, as habilidades de organização são indispensáveis, garantindo, assim, o cumprimento do cronograma estipulado, melhor execução dos trabalhos e a apresentação de resultados ainda melhores.

Quais as melhores engenharias para quem deseja ingressar nessa carreira?

Neste tópico, vamos destacar 3 cursos de engenharia que são boas opções para quem deseja trilhar o seu caminho profissional no mundo das exatas e conquistar um lugar de destaque no mercado de trabalho.

É importante observar que algumas disciplinas, como Cálculo e Física, são comuns às grades curriculares de todas as engenharias. Por isso, vamos destacar os conhecimentos mais específicos abordados ao longo dos semestres, além das principais atividades da rotina de trabalho do engenheiro de cada uma das áreas. Confira!

1. Engenharia civil

Com boas oportunidades no mercado, a área civil é uma das mais buscadas pelos estudantes que optam por uma carreira no ramo da engenharia. Ao longo do curso, podemos ressaltar o aprendizado das seguintes matérias:

  • desenho técnico;
  • elétrica e hidráulica;
  • materiais, estruturas e sistemas de construção civil;
  • mecânica dos solos e dos fluidos.

Atendendo às demandas mais atuais da sociedade, o curso de engenharia civil oferece, ainda, conhecimentos ligados à área ambiental e ao uso das novas tecnologias, como suporte à preservação e uso consciente dos recursos naturais.

Em sua rotina, o engenheiro civil será responsável por planejar e gerenciar o andamento de obras diversas, como prédios ou rodovias, acompanhando todas as etapas do empreendimento, da análise do solo e definição dos materiais à contratação das equipes e execução do projeto — de acordo com as normas de segurança e padrões de qualidade.

2. Engenharia florestal

Com a crescente preocupação da sociedade em preservar a natureza e utilizar os seus recursos de forma mais sustentável, o curso de engenharia florestal tem ganhado cada vez mais destaque e importância no mercado.

Com disciplinas que reúnem conhecimentos das ciências exatas e biológicas, a grade curricular traz matérias ligadas às áreas de botânica, anatomia, fisiologia e taxonomia vegetal, entomologia, estudos dos solos e bacias hidrográficas, ecologia, zoologia e também legislação ambiental.

Tais conhecimentos proporcionam aos alunos uma bagagem intelectual para que possam executar todas as atividades que fazem parte da rotina de atribuições do engenheiro florestal em diferentes áreas de atuação, como:

  • ecologia aplicada: tem como foco a gestão de parques ecológicos e reservas florestais;
  • fiscalização: supervisiona o cumprimento das leis e regras estabelecidas para o uso de produtos de origem florestal;
  • manejo florestal: com a realização de trabalhos de pesquisa para monitorar as diferentes espécies que ocupam um ecossistema;
  • tecnologia de produtos florestais: garante uma extração consciente, além de um melhor aproveitamento e utilização dos produtos advindos da floresta;
  • silvicultura: planeja, gerencia e supervisiona as ações de plantio, produção, extração e, também, reflorestamento de espécies vegetais;
  • ensino: traz boas oportunidades para dar aulas em cursos técnicos, de extensão, graduação e pós, ou para promover atividades de educação ambiental e ecoturismo;
  • órgãos públicos: atuação junto a departamentos como secretarias e ministérios, o profissional pode promover ações de preservação nos bairros, cidades e regiões.

3. Engenharia química

Assim como a graduação em engenharia florestal, a engenharia química também conta com algumas disciplinas ligadas à área de Ciências Biológicas para que o futuro profissional conheça de forma mais aprofundada os diversos elementos e a sua relação com o ambiente.

Além disso, o curso conta com diversas aulas em laboratório, indo além da teoria e preparando o aluno de forma prática para o mercado de trabalho. Falando no mundo corporativo, algumas das atribuições do engenheiro florestal que merecem destaque são:

  • pesquisa e desenvolvimento de produtos na indústria química, petroquímica e de alimentos;
  • acompanhamento e fiscalização dos processos químicos na cadeia produtiva;
  • avaliação do tratamento de resíduos e elaboração de tecnologias limpas para preservação do ambiente.

Independentemente da sua escolha, é importante destacar o papel da instituição de ensino para garantir a qualidade da sua formação. Por isso, antes de fazer a sua matrícula, vale a pena ir além da grade horária para conhecer a infraestrutura, o corpo docente e outros benefícios que a faculdade pode oferecer.

E aí, gostou de conhecer as melhores engenharias e já descobriu qual delas combina mais com o seu perfil? Enquanto você toma a sua decisão, aproveite para conferir o nosso outro post: o que as empresas de engenharia esperam dos profissionais hoje em dia e prepare-se para entrar com o pé direito no mercado de trabalho!

Deixar comentário.

Share This
0