Estudos

Sem estresse! 9 dicas para morar em república e conviver bem

morar em república

Viva! Você passou no vestibular dos seus sonhos e, agora, vai iniciar uma nova fase da sua vida, pois se tornou um estudante universitário! No entanto, o seu curso é em outra cidade e está sem saber o que fazer? Não se preocupe!

Geralmente, a resposta para essa dúvida é morar em república. Muitos jovens universitários optam por essa alternativa, já que costuma ser mais em conta, principalmente nessa fase em que muitos ainda dependem da ajuda dos pais.

Hoje, suas dúvidas sobre o assunto vão acabar! Neste post, vamos explicar o que é uma república e as suas vantagens, como escolher a ideal, quais são as possíveis dificuldades e o que fazer para a convivência entre os moradores ser um sucesso. Confira!

O que é uma república?

Provavelmente, você já sabe o que é uma república, mas é bom deixar claro, não é mesmo? República é uma moradia compartilhada, geralmente estudantil. Pode ser montada em casas ou apartamentos, dependendo das normas do condomínio, e é realmente atrativa quando pensamos em reduzir gastos.

Quais as vantagens de morar em república?

Muitos estudantes ficam em dúvida entre morar sozinho ou em república, principalmente por não conhecerem as vantagens de dividir a casa com outras pessoas. Veja, a seguir, quais são os benefícios dessa opção.

Custos reduzidos

A economia é uma das principais vantagens de morar em república. Todos os custos são divididos entre os moradores, o que diminui as despesas, quando comparado às de quem mora sozinho.

Mesmo que apartamentos ou casas mais espaçosas tenham um aluguel maior, após dividir os custos, o valor fica bem reduzido. Considerando que a faculdade já traz gastos com mensalidades e materiais, economizar com a moradia é uma ótima alternativa, não é?

Facilidade para fazer amizades

Ao se mudar para cursar a faculdade, é comum ter dificuldade para fazer amizades. Para alguns estudantes, o fato de não ter pessoas para compartilhar momentos e conversar torna a adaptação à nova cidade mais difícil, principalmente por estar longe da família.

Porém, ao morar em uma república, você vai conviver com outros estudantes. Ao dividir essa experiência com seus companheiros, não se sentirá tão sozinho. Essa também é uma oportunidade para conhecer pessoas além do seu curso e aumentar o seu círculo social durante a faculdade.

Crescimento pessoal

A experiência de morar com outras pessoas e assumir responsabilidades é ótima para o seu crescimento pessoal. Isso força você a sair da zona de conforto e a lidar com situações novas na sua vida.

Mesmo os problemas que podem surgir na convivência com os seus colegas são importantes para que você se torne mais tolerante e aprenda a enfrentá-los da melhor forma. Lembre-se de que a vida profissional também terá várias situações complicadas, e, muitas vezes, a experiência na república ajudará a superar essas questões.

Como escolher a república ideal para morar?

Para garantir que você vai ser feliz nesse seu novo lar, que pode durar por vários anos, é preciso observar alguns fatores antes de fechar o contrato e se mudar. Em primeiro lugar, não decida nada a distância. Você pode até fazer algumas pesquisas online e entrar em contato com as pessoas, mas é importante visitar o espaço e garantir que é um ambiente agradável.

Isso também permite que você observe os hábitos dos seus futuros colegas e, se for um condomínio, dos demais moradores. Nesses casos, também é importante conhecer as regras e limitações impostas pela convenção condominial.

Além disso, é importante definir se você não se importa de dividir quarto com outras pessoas, pois isso vai influenciar nas vagas disponíveis e, consequentemente, no valor a ser pago.

Para reduzir os gastos com transporte e facilitar o dia a dia, dê preferência para repúblicas próximas da sua faculdade, pois, assim, você pode ir a pé para as aulas. Finalmente, observe as redondezas do bairro para verificar se ele vai proporcionar praticidade, com a presença de supermercado, farmácia e um centro comercial perto.

Quais são as maiores dificuldades de morar em república?

Normalmente, se há dificuldades em morar em uma república, é porque os residentes não respeitam o espaço do outro ou ainda não têm responsabilidade suficiente para lidar com questões burocráticas, como dividir contas, cuidar da limpeza ou aceitar as regras da casa. Por isso, é fundamental seguir algumas dicas para evitar conflitos e garantir um ambiente agradável para todos os moradores.

Como morar em república e não entrar em conflito?

Para que você não passe por situações de estresse ou, ao menos, saiba como resolver eventuais problemas, separamos as melhores práticas para morar em república sem conflitos.

1. Mantenha sempre a organização

É importante sempre manter a casa organizada, prezando por um bem que não é só seu. Portanto, se tirou algo do lugar, guarde assim que terminar de usá-lo.

Além disso, evite deixar as suas coisas espalhadas na área comum dos moradores ou, até mesmo, no seu quarto. Manter a organização ajudará na boa convivência e trará outros benefícios, pois evita a perda de itens e facilita a concentração nos estudos.

2. Respeite os itens das outras pessoas

É comum que, além dos itens que são divididos entre os residentes, cada um tenha as suas próprias compras, como produtos de higiene pessoal, alimentos ou os próprios objetos.

Portanto, em hipótese alguma mexa em algo que não é seu. Essa atitude demonstra falta de respeito, e, com certeza, você não gostaria que seus colegas mexessem nas suas coisas, não é mesmo?

Podem surgir situações em que você precise de um item do seu colega, como determinado alimento ou um produto de higiene que você se esqueceu de comprar. Mas, antes de usar, pergunte se você pode fazer isso e reponha o produto no dia seguinte. Manter o respeito em relação aos objetos das outras pessoas é imprescindível para que o relacionamento entre vocês dê certo.

3. Cuide da limpeza dos ambientes

Além de deixar o espaço organizado, prezar pela limpeza é um dever de todos os moradores da república. Uma solução muito utilizada é dividir as tarefas por pessoa, de acordo com os dias da semana.

Para facilitar, também é possível montar um quadro de tarefas: liste todas as atividades que devem ser feitas e crie um cronograma por dia da semana. O próximo passo é definir quem será responsável por cada tarefa.

Um pode levar o lixo para fora, enquanto outro se responsabiliza pela louça, por exemplo. Outra opção também é revezar as atividades de limpeza, para que ninguém se sinta prejudicado por fazer as tarefas mais chatas.

O importante, aqui, é que todos respeitem as regras definidas e cumpram com as suas demandas. Desse modo, o ambiente ficará limpo e organizado, evitando problemas relacionados aos cuidados com a casa.

4. Faça a divisão das contas a pagar

Essa é uma etapa que costuma ser definida antes mesmo de entrar na república. Saiba com quanto cada morador deve arcar das principais contas, como energia, água, condomínio, internet, gás etc., ou se há um valor fixo que deve ser repassado para uma imobiliária ou ao responsável pelo imóvel.

Além disso, procure não atrasar na hora de realizar os pagamentos, para não ter multas. Caso aconteça algum imprevisto, avise ao responsável sobre a situação com antecedência.

5. Estabeleça limites e garanta a sua privacidade

Para que a convivência em grupo dê certo, é ideal que limites e regras sejam estabelecidos. Questões sobre os horários em que os moradores podem ficar na área comum e ouvir som alto e as regras de silêncio enquanto os outros estão estudando são fundamentais para facilitar a convivência.

Além disso, garanta a sua privacidade. Mesmo se você tiver que dividir o quarto com alguém, é possível combinar com a pessoa algumas regras e delimitar espaços para que o convívio entre vocês seja harmonioso.

6. Saiba quais são as regras para receber amigos e dar festas

Outra dica importante antes de se mudar para uma república é ter acesso às regras de convivência. Pode parecer burocracia, mas é importante anotar todas elas e enviar cópias para os outros moradores, inclusive com a previsão de penalidades em caso de descumprimento.

Conhecê-las bem é imprescindível para evitar ser penalizado ou, até mesmo, expulso da república. Além disso, vai ajudá-lo a cobrar a realização das normas, caso alguém esteja desrespeitando o combinado.

7. Conheça os outros moradores da casa

Essa é uma dica para facilitar a convivência e ajudar a fazer novas amizades durante a faculdade. Não fique trancado no próprio quarto! Procure conhecer os outros moradores e criar laços com eles. Isso vai tornar a vida em comunidade mais agradável e pacífica.

Em alguns casos, podem surgir diferenças entre os colegas, mas tenha em mente que é importante manter a educação e o respeito em qualquer relação.

8. Respeite os horários de cada morador

Ao morar em república, nem sempre os horários de todos os moradores batem. Enquanto uns estudam pela manhã, outros podem estudar à noite. Alguns trabalham ou fazem estágio, enquanto outros se dedicam apenas à faculdade.

Tudo isso afeta os horários em que cada um estará em casa, além da hora de dormir ou acordar. Por isso, é importante conhecer a agenda dos seus colegas e respeitá-los, fazendo silêncio nos momentos em que eles precisam descansar. Explique, também, quais são os seus horários e necessidades, para que eles façam o mesmo com você.

9. Saiba escolher os companheiros de casa

Uma dica importante para não ter estresse ao morar em república é escolher da melhor forma os companheiros de casa. Dê preferência para pessoas que tenham objetivos em comum na faculdade, afinal, existem estudantes de diversos perfis, desde os mais sérios e focados nos estudos até aqueles que querem aproveitar todas as festas e a liberdade de morar sozinho.

Conviver com pessoas que tenham os mesmos objetivos e com pontos de afinidade ajudará a manter uma boa convivência. O senso de responsabilidade também é importante, afinal, vocês precisarão arcar com contas mensais e atividades domésticas, então é preciso que o morador seja comprometido com essas questões.

Morar em república vai proporcionar a você uma experiência muito positiva, mas lembre-se de que é necessário ter comprometimento e dedicação, além da consciência de que esse não é só o seu lar, sendo preciso prezar pela boa convivência com os seus colegas.

Gostou das nossas dicas? Então, aproveite e curta a nossa página do Facebook para acompanhar outros conteúdos incríveis sobre a vida de universitário!

1 comentário

Deixar comentário.

Share This
0