Carreiras

Já sabe o seu perfil de trabalho? Conheça o profissional generalista

 

Conforme a atividade da empresa, ela pode requisitar um profissional generalista ou um especialista. Do ponto de vista da pessoa que se prepara para assumir uma vaga de emprego ou, até mesmo, montar um negócio, conhecer o próprio perfil de trabalho é essencial para escolher uma carreira que tenha a ver com essa condição.

Você já parou para pensar sobre isso? Até certo tempo, ouvia-se muito que a especialização era a tendência no mercado de trabalho. Afinal, com o avanço constante da tecnologia, cada vez mais as organizações precisavam de pessoas que entendessem os detalhes das tarefas.

Contudo, de uns tempos para cá, essa situação mudou. O que antigamente demorava décadas para se tornar ultrapassado, hoje em dia não dura muito. Por isso, as empresas querem colaboradores com visão global e habilidades variadas.

Conheça, então, as características do profissional generalista e saiba se você se encaixa nesse perfil!

O que é o profissional generalista?

Como o nome sugere, o profissional generalista é aquele que tem um olhar amplo sobre o trabalho que desenvolve. Se você pensar no seu tempo de ensino médio, imagine o aluno que consegue se dar bem em todas as disciplinas, diferentemente de um colega que é bom em algumas matérias, mas não em outras.

O profissional generalista, em linguagem simples, é a pessoa que entende um pouco de cada área do trabalho. Esse tipo de perfil é muito visto em pequenas e médias empresas, em que um mesmo indivíduo precisa lidar com atividades de vários setores, como compras, vendas, atendimento ao cliente, logística, estoque, gestão financeira etc.

Como os donos de negócios menores nem sempre têm condições de contratar um especialista para cada área, eles optam por trazer profissionais generalistas, que podem dar conta do recado conforme a demanda do estabelecimento.

Como este tipo de profissional trabalha?

É importante deixar claro que não são todas as áreas que aceitam a presença de generalistas, afinal, existem profissões regulamentadas, que têm as atividades previstas em lei. Assim, não é porque um farmacêutico faz parte do campo da saúde que ele vai poder atuar como médico ou enfermeiro, certo?

Contudo, existem hoje em dia vagas de emprego que podem ser ocupadas por pessoas de diferentes graduações, como administração, economia, engenharia etc. A propósito, quanto mais a pessoa sobe na carreira, a tendência é de que a organização requeira que ela seja um profissional generalista. Sabe por quê?

Via de regra. Existem três níveis em uma empresa: o estratégico (topo da hierarquia), o tático (meio) e operacional (base). Para cada um desses estágios, há a necessidade de um perfil diferente de profissional.

Enquanto quem está no auge da “pirâmide” da empresa precisa ter habilidades conceituais, ou seja, uma visão global, quem está no nível tático tem que desenvolver habilidades humanas. Já as pessoas que estão no nível operacional necessitam ter habilidades técnicas, uma vez que lidam com tarefas básicas para o funcionamento do negócio.

Assim, como você pode notar, um profissional generalista pode estar presente tanto em pequenas empresas quanto em grandes companhias.

Quais são suas principais características e habilidades?

É importante deixar claro que a pessoa com perfil generalista dificilmente vai ser uma expert em tudo, porém, ela vai ter o conhecimento necessário para ter um rendimento satisfatório nas áreas em que for atuar.

Atualmente, a tendência nas empresas é valorizar os resultados e não apenas o modo como as atividades foram feitas. Assim, é comum o gestor pedir que o profissional faça algo, dê orientações básicas, mas também ofereça certa liberdade para o colaborador atuar. Com isso, há espaço nas organizações para o profissional generalista trabalhar sem precisar de uma rotina fixa.

Por ter uma visão global dos processos do negócio, quem tem esse tipo de perfil consegue pensar o trabalho de forma estratégica. Por exemplo, ele não se preocupa apenas em entregar uma tarefa para cumprir as metas do próprio setor, mas sabe que o resultado individual impacta nas atividades de colegas de outros departamentos.

Com isso, é comum o profissional generalista transitar bem entre os vários setores da empresa. Em alguns casos, ele pode até ser chamado para ocupar o lugar de alguém que faltou ou está em licença.

Para tanto, quem tem esse perfil mais abrangente precisa ter certo jogo de cintura para trocar de uma tarefa para outra de forma repentina, de acordo com a necessidade da empresa.

Tal característica é bastante útil no dia a dia de uma empresa movimentada, pois nem sempre um especialista pode deixar uma atividade inacabada, para começar outra. A propósito, um dos riscos desse tipo de perfil é justamente ter uma visão muito estreita do trabalho, de modo a ficar apto somente para uma função.

Ao contrário, conforme as necessidades da empresa, a pessoa com perfil generalista pode ter mais importância para a conquista dos objetivos do negócio.

Quais as vantagens e desvantagens em ser alguém que trabalha com um grande leque de oportunidades?

Quando as empresas passam por dificuldades, por exemplo, uma crise econômica, é comum elas manterem um quadro enxuto de colaboradores. Com isso, ganha preferência para ficar no trabalho quem consegue atuar em várias posições no negócio.

Além disso, como a tecnologia tem avançado de forma veloz, nem sempre vale a pena para o negócio ter um especialista em determinada técnica ou ferramenta, já que esse conhecimento pode ser perdido à medida que inovações surgem no mercado.

Por outro lado, ser um profissional generalista pode ser um obstáculo quando a empresa precisa que a pessoa resolva um problema que envolve muitos detalhes. Afinal, a falta do conhecimento específico pode impedir que o colaborador consiga atingir o resultado esperado.

Agora que você já tem noção das características de um profissional generalista, deve avaliar se tem esse perfil ou não. Perceba, desde já, que não existe certo ou errado. Afinal, a situação do mercado de trabalho e da empresa em si, vai mostrar se vale a pena ser mais generalista ou especialista. De qualquer forma, ao longo da faculdade, você pode direcionar a sua formação para uma opção ou outra.

Gostou de discutir esse assunto? Que tal, então, compartilhar este post e ajudar seus amigos a fazerem a escolha certa de perfil de trabalho? Bastam alguns cliques para fazer isso! Vamos lá?!

 

Deixar comentário.

Share This
0