Carreiras

Já começou a pensar em um plano de carreira? Aprenda como desenvolver

​De que maneira você pretende se enxergar no mercado de trabalho daqui a 10 anos? Não é uma pergunta fácil de ser respondida, porque é necessário ter visão de futuro e maturidade para enxergar o que pode ser feito para atingir os seus objetivos profissionais. Por isso, muitas pessoas investem no plano de carreira.

Essa postura é fundamental para estabelecer as atividades ideais para atingir metas e superar as dificuldades que aparecem no caminho. Além disso, o planejamento te dá mais segurança, o que é imprescindível para manter o foco e estar disposto a enfrentar novos desafios.

Neste post, destacaremos ações relevantes para a montagem de um plano voltado para a sua evolução profissional. Também abordaremos ferramentas que o ajudarão a criar uma estratégia infalível para a sua carreira. Confira!

Pense na situação atual

O autoconhecimento é uma peça-chave para o sucesso, pois contribui para você avaliar os seus pontos positivos e negativos. Outra vantagem é que te permite refletir, com mais inteligência, sobre o momento atual.

Ao enxergar de forma madura a situação vivenciada, você tem mais condições de visualizar como está a sua vida profissional. Essa medida é indispensável para iniciar a elaboração do plano de carreira. Não se deve criar uma visão de futuro possível de ser concretizada, caso não haja uma análise correta do presente.

Visualize o estado desejado

Em que posição na carreira você pretende chegar daqui a 5 anos? A resposta deve estar no seu planejamento profissional, porque é uma forma de você orientar as suas atividades para atingir os seus objetivos.

Se você hoje é, por exemplo, um estagiário de uma multinacional, deve projetar o cargo que pretende ocupar na empresa futuramente. Essa conduta vai ajudá-lo a ficar mais motivado e determinado a concretizar as suas metas. Ter um ponto de chegada e querer evoluir sempre são maneiras de fugir da acomodação.

Determine as metas

Não há como vencer no mundo corporativo, caso você não tenha metas bem definidas. Ficar apático e esperar as oportunidades caírem do céu são atitudes que te deixarão paralisado e sem poder reagir.

Por isso, é essencial ter metas que devem levar em consideração a sua capacidade de executar projetos e o seu potencial de crescimento a curto, médio e longo prazos. Se você está no seu primeiro emprego, por exemplo, e tem vontade de seguir na empresa, é válido pensar em como crescer na companhia. Inicialmente, você pode traçar diversos objetivos, como:

  • cumprir tarefas no prazo;

  • elaborar e sugerir projetos inovadores;

  • desenvolver novas iniciativas para a empresa, desde que tenha o aval dos gestores;

  • investir na capacitação profissional;

  • atingir cargos com mais prestígio e com remuneração maior dentro da instituição.

Estipule prazos

Em quanto tempo você planeja concluir uma pós-graduação importante para o seu crescimento na empresa? Qual o prazo para concluir a sua participação em um projeto inovador? Quando criamos metas é preciso fazer com que haja um prazo para serem concluídas.

A estipulação de um tempo para terminar as ações é uma iniciativa necessária para o acompanhamento das tarefas previstas no seu plano. É recomendado que os prazos determinados levem em consideração a sua rotina de trabalho e os compromissos pessoais.

Esteja convicto do que está fazendo

O plano de carreira não pode ser apenas um documento para servir de enfeite, não é mesmo? Em outras palavras, é preciso ter real consciência do que está sendo planejado e do que é primordial para atingir resultados mais expressivos.

A autoconfiança precisa ser avaliada nessa etapa do seu planejamento profissional. Se não estiver convicto do que foi traçado para o seu futuro, é melhor rever os objetivos e as atividades previstas.

Dessa forma, você evita perder tempo e energia com ações que não vão te levar a lugar nenhum. Procure acompanhar de perto o andamento das metas, para que possa estender prazos ou modificar os objetivos, de acordo com as circunstâncias pessoais e profissionais.

Conheça 3 ferramentas para monitorar o plano de carreira

Atualmente, há três ferramentas que podem ajudá-lo a construir um plano de carreira viável de ser aplicado. Mostremos como é possível utilizá-las agora mesmo. Acompanhe!

S. M. A. R. T

É um recurso bastante aplicado no mundo corporativo. Essa palavra significa esperto, em inglês. Porém, a sua utilidade se baseia em cada letra, o que será explicado a seguir:

  • Specfic (específico): os objetivos devem ser claros para serem facilmente assimilados, favorecendo a organização das pessoas para atingi-los;
  • Measurable (mensurável): devem ser adotados parâmetros para constatar se as metas foram concretizadas ou não;

  • Attainable (atingíveis): é crucial que os objetivos sejam viáveis de serem concretizados. Do contrário, não adianta elaborar um plano de carreira;

  • Realistic (realistas): as metas devem estar dentro de um contexto que as tornem relevantes para você e, ao mesmo tempo, possíveis de serem finalizadas com sucesso;

  • Time Bound (tempo): os objetivos devem ser concluídos em um prazo que permita o desenvolvimento adequado das atividades.

Análise SWOT

Também muito indicada para os que buscam mudar a vida profissional. Cada letra de SWOT envolve uma palavra na língua inglesa, veja:

  • Strenghts (forças): destaca os seus pontos positivos e vantagens competitivas, considerando outros profissionais da sua área;

  • Weaknesses (fraquezas): engloba os aspectos que devem ser trabalhados para você atingir melhores resultados;

  • Opportunities (oportunidades): abrangem as chances que você tem para se destacar na sua área profissional;

  • Threats (ameaças): consiste nos riscos externos que podem afetar negativamente a sua carreira.

Ciclo PDCA

Essa ferramenta é bastante aplicada pelas empresas para montar o planejamento estratégico. É feito um círculo que gira no sentido horário e dividido em quatro quadrantes. No canto superior direito, é inserida a letra P para iniciar o ciclo. As etapas desse recurso são as seguintes:

  • Plan (planejamento);

  • Do (execução do que foi planejado);

  • Check (constatar se as ações estão sendo feitas conforme o planejado);

  • Act (ações realizadas durante o plano, o que engloba a revisão e ajustes necessários para alcançar os objetivos).

Seguindo as ações destacadas neste post e buscando sempre a melhoria contínua, você terá mais chances de construir um plano de carreira útil para o seu crescimento profissional.

Gostou deste conteúdo? Então, não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais. Afinal, o conhecimento sempre é necessário para a nossa evolução!

Powered by Rock Convert

Deixar comentário.

Share This
0