Direito

Interdisciplinaridade no Direito: como ser um profissional capacitado?

Interdisciplinaridade no direito

As carreiras jurídicas exigem conhecimentos em diferentes áreas, porém, em qualquer ramo de atuação, o profissional deve estar consciente da interdisciplinaridade no Direito e da sua importância para a carreira.

Entretanto, esse conceito é desconhecido por muitas pessoas, que deixam de se qualificar corretamente por não compreender o papel dessa competência para a prática jurídica.

Se você quer saber mais sobre o assunto, continue a leitura deste post para entender o que é a interdisciplinaridade no Direito e as principais dicas para ser um profissional capacitado. Confira!

O que é a interdisciplinaridade no Direito?

Interdisciplinar é aquilo que estabelece relações entre duas ou mais disciplinas ou áreas de conhecimento. Assim, a interdisciplinaridade no Direito refere-se às situações que exigem o conhecimento em mais de um ramo de atuação.

Ela busca um conhecimento global, para garantir uma visão mais ampla sobre as situações que surgem na rotina de trabalho. Isso permite que o profissional tenha uma análise completa sobre as funções que deve desempenhar no seu dia a dia.

Na área jurídica, é comum que os casos abordados exijam conhecimentos de diversas matérias, que devem ser avaliados e interpretados em conjunto para identificar como interpretar a lei corretamente, quais os direitos da parte ou como solucionar determinado problema da melhor forma.

Qual é a sua importância na capacitação profissional?

A faculdade de Direito oferece diversas oportunidades de carreira, mas uma característica em comum entre elas é a necessidade de compreender o que diz a legislação e como dever ser a sua aplicação na prática. Isso é importante para indicar soluções para os clientes, atuar na mediação de conflitos, ingressar com ações judiciais ou julgar os pedidos realizados pelas partes, por exemplo.

Aqui, é fundamental lembrar que, no curso de Direito, nem todas as disciplinas abordam leis. Para formar um profissional completo, a grade curricular também inclui matérias como:

  • filosofia;
  • sociologia;
  • ciência política;
  • economia;
  • psicologia.

Isso acontece para que ele tenha conhecimentos sobre áreas que, apesar de não estarem diretamente relacionadas à sua atuação, fazem parte da formação das leis e são fundamentais para trabalhar de forma humanitária.

Compreender a origem das leis, como elas são moldadas pela cultura e pelos costumes da sociedade, e como elas trazem impactos para o dia a dia de todos os cidadãos é importante para que o profissional desenvolva diversas competências, como capacidade de argumentação, raciocínio e reflexão.

Quais são os maiores desafios para isso?

A interdisciplinaridade do Direito exige conhecimentos em diversas áreas, além da capacidade de relacionar vários assuntos e reconhecer quais disciplinas estão relacionadas para uma atuação profissional completa.

Nem sempre o profissional tem afinidade com determinadas áreas, e acompanhar todas as mudanças na legislação, entendimentos doutrinários e jurisprudências não é uma tarefa fácil.

Porém, como isso fará parte da vida profissional, vale a pena investir em formas de desenvolver a habilidade de atuar de forma interdisciplinar. Esse é um diferencial importante para quem deseja se destacar no mercado de trabalho e ter sucesso na carreira.

Como se tornar um profissional capacitado para atuar de forma interdisciplinar?

Desenvolver a capacidade de estudar e atuar de forma interdisciplinar não é tão complicado quanto parece. A seguir, separamos algumas dicas que vão facilitar essa tarefa.

Conecte uma matéria a outra ao estudar

Quem decide fazer Direito para atuar na área, deve estar preparado para estudar sempre. São diversas situações durante a construção da carreira em que é preciso se dedicar, veja só:

  • durante a faculdade;
  • na preparação para a OAB;
  • ao estudar para concursos;
  • ao atender clientes;
  • durante a pós-graduação.

Isso acontece porque as leis mudam constantemente, assim como as decisões judiciais. Além disso, o estudo constante é essencial para aprimorar os conhecimentos e oferecer uma atuação especializada, que é um grande diferencial para a carreira.

Por isso, uma forma de se capacitar em relação à interdisciplinaridade no Direito, é conectar os conteúdos estudados a outras matérias. Por exemplo, se você está estudando Direito do Trabalho, é comum se deparar com regras constitucionais, ou seja, é importante estudar também o Direito Constitucional e os seus princípios.

Ao estudar o Estatuto da Criança e do Adolescente ou o Estatuto do Idoso, diversos assuntos têm relação com outras disciplinas, como Direito Civil ou Direito Penal, por exemplo. O conhecimento processual também é essencial para identificar as medidas adequadas para solucionar os problemas das partes. 

Assim, sempre que estudar uma matéria que cite normas de outras disciplinas, aproveite para ler conteúdos sobre o assunto e ampliar essa relação. Com o tempo, o estudo interdisciplinar se tornará um hábito, facilitando a identificação das situações em que é possível conectar diferentes áreas do Direito.

Procure cursos e especializações

Uma das principais estratégias para quem deseja se capacitar para o mercado de trabalho é fazer uma pós-graduação e cursos de extensão. Para quem deseja atuar de forma interdisciplinar no Direito, essa é a alternativa ideal.

Existem cursos com diversas cargas horárias e assuntos jurídicos, por isso, são ótimos para aumentar o conhecimento específico em áreas que tenham afinidade com o seu ramo de atuação. Os debates com professores e colegas, assim como a elaboração de trabalhos e provas, ajudam a desenvolver a habilidade de relacionar diversos conteúdos.

Para quem deseja advogar, os cursinhos preparatórios para a OAB são focados nesse tipo de estudo, porque a Fundação Getúlio Vargas (FGV), banca responsável pelo exame, costuma elaborar questões interdisciplinares. Assim, os estudos para a prova também auxiliam no desenvolvimento dessa competência. E não se preocupe: essa regra também vale para os concursos da área jurídica.

Faça parcerias com outros profissionais

O networking é fundamental para o sucesso profissional, mas ele também pode ajudar os profissionais que querem aprimorar a interdisciplinaridade no Direito. Ter parcerias com atuantes em diferentes áreas permite que você troque experiências e tenha auxílio no atendimento a clientes e solução de problemas.

Como são muitas leis e procedimentos específicos, mesmo um profissional dedicado pode se deparar com dificuldades para apresentar as melhores estratégias para solucionar as demandas do trabalho. Com uma parceria, além de contar com o apoio de especialistas em diversos assuntos, você também tem a oportunidade de aprimorar os seus conhecimentos pela troca de experiências.

Como vimos, a interdisciplinaridade no Direito é fundamental para uma atuação completa na área. Desenvolvendo essa habilidade, com certeza, você será um profissional mais qualificado e desenvolverá uma carreira de sucesso.

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite para ler o nosso post com tudo o que você precisa saber sobre as 9 melhores áreas do Direito!

 

Deixar comentário.

Share This
0