Ciências Contábeis

A importância da ética na contabilidade para o profissional em formação

ética na contabilidade

Respeitar a legislação, as normas corporativas, os colegas de trabalho e, principalmente, os clientes é um aspecto cada vez relevante no mercado de trabalho. Afinal, uma conduta correta é um passo importante para alcançar o sucesso. Por isso, a ética na contabilidade não pode ser ignorada pelos profissionais do setor.

A sociedade exige das companhias e dos funcionários um comportamento exemplar, que tenha como foco evitar erros relativos à falta de cumprimento das leis. Além disso, nenhum consumidor quer receber informações equivocadas sobre o andamento dos serviços.

Essa preocupação deve fazer parte da rotina de um contador. Neste post, destacaremos os principais fatores que norteiam os trabalhos dos profissionais da área e a importância de desenvolver uma postura responsável desde a graduação. Confira!

Conheça os pilares da ética na contabilidade

Para quem deseja exercer a carreira de contador ou já está no mercado de trabalho, é interessante ficar informado sobre princípios que regem a profissão. Acompanhe!

Honestidade

Não é possível ser ético se o profissional não seja honesto. O ideal é ter muito cuidado ao informar como estão sendo executados os serviços. Essa ação não envolve apenas os funcionários da empresa, mas também os clientes.

É preciso agir com bom senso, porque a mentira é algo que afeta a reputação do profissional. Dependendo da situação, o erro pode causar um dano de imagem irreversível e afastar os consumidores.

Ser honesto também envolve assumir somente os compromissos que pode finalizar no prazo combinado com qualidade. A execução correta dos serviços sempre será relevante para quem deseja o sucesso, independentemente da carreira.

Responsabilidade

Esse é um dos princípios mais importantes da ética na contabilidade, pois mostra como o profissional atua no mundo corporativo. Qualquer informação equivocada pode causar sérios prejuízos para uma empresa ou uma pessoa física.

Ter problemas com o Fisco por causa de um ato irresponsável de um contador é motivo para os serviços dele não serem mais valorizados no mercado. Isso mostra como é imprescindível ser cuidadoso com as informações sobre os bens e a renda de companhias e dos cidadãos.

É fundamental que haja muito zelo com esses dados, pois, em alguns casos, divulgar informações sobre o patrimônio pode causar um ambiente de instabilidade na empresa, o que prejudica o rendimento dos funcionários.

Respeito

Por mais competente que um profissional seja, ele não será admirado pelos colegas de trabalho se não se preocupar com as regras e os sentimentos das pessoas ao redor. Para praticar a ética na contabilidade com mestria, o respeito deve estar na rotina de um contador.

Desprezar a opinião de um membro da equipe ou não dar a devida importância ao problema da empresa ou de um cliente são posturas que precisam ser evitadas ao máximo. Achar que está sempre com a razão é uma atitude cada vez mais reprovada.

Ninguém gosta de trabalhar ou de ser atendido por alguém que não saiba respeitar as diferenças de pensamento e que não tenha humildade para assumir os erros. Por isso, é válido exercitar a empatia, ou seja, a capacidade de se colocar no lugar do outro.

Justiça

Além do respeito, o profissional de contabilidade deve ser justo em todas as circunstâncias. No caso de quem é autônomo, é vital que os serviços sejam cobrados por um preço que esteja dentro dos parâmetros do mercado.

Supervalorizar o trabalho, se aproveitando do desconhecimento do cliente, nunca será uma conduta justa. Caso o contador seja funcionário de uma empresa, precisa compreender que a maioria dos empregados não entende como são os trabalhos da contabilidade.

Nesse caso, ele deve ser didático com os colegas ao explicar os procedimentos do setor. Assim, ele ganhará a simpatia de todos e mostrará que tem senso de justiça por usar o conhecimento de forma correta.

Humildade

Uma boa maneira de ser justo com as pessoas é exercitar a humildade. Essa ação é relevante para o profissional reconhecer que deve sempre estar aberto ao aprendizado. Mesmo que seja uma referência no mercado, o contador necessita de bom senso para entender que é necessário adquirir novos conhecimentos para melhorar a cada dia. 

Estar sempre disposto a assimilar as tendências do setor é uma forma de ser humilde, porque indica que o profissional de contabilidade entende que precisa acompanhar as novas metodologias de trabalho. Se ficar apático, as chances de ser engolido pela concorrência aumentam consideravelmente.

A humildade também está presente na maneira de tratar as pessoas. A recomendação é que haja um tratamento digno a todos com quem se relaciona em uma empresa. Em outras palavras, deve ouvir cada pessoa com calma e interagir sobre procedimentos de trabalho com cordialidade.

Coerência

Ter ações que se enquadram no discurso praticado é positivo para mostrar ética na contabilidade. Não adianta fazer apresentações de como devem ser tratados os clientes caso o profissional não mostre, na prática, como interagir com o público de maneira correta.

A coerência é necessária para o profissional ser mais respeitado por todas as pessoas com as quais convive. Além disso, é indispensável para a construção de uma imagem positiva, o que contribui para aumentar a empregabilidade. As organizações valorizam bastante os que defendem as regras corporativas e as aplicam no dia a dia.

Valorize a ética desde o início da graduação

Uma alternativa para reforçar os princípios éticos é adotá-los desde o início da faculdade. Por isso, é fundamental estudar em uma instituição de nível superior que seja referência no mercado e que seja avaliada positivamente pelos alunos.

Muitos estudantes são influenciados pela postura dos professores, que devem se preocupar em cumprir as normas estabelecidas e destacar como as empresas gostam desse comportamento.

Escolher uma faculdade de ponta é o primeiro passo para construir uma carreira de sucesso e receber informações sobre como exercer a ética na contabilidade. Não adianta obter um grande conhecimento técnico se não for capaz de se relacionar com os colegas de trabalho e os clientes de maneira adequada.

Se você tem exemplos de condutas profissionais a serem seguidas ou dúvidas sobre a ética no mundo corporativo, deixe o seu comentário neste post. A sua contribuição será analisada com muito carinho!

1 comentário

Deixar comentário.

Share This
0