Engenharia Civil

Engenharia na prática: conheça os laboratórios de engenharia da FARO

engenharia na prática

A infraestrutura de um curso de ensino superior deve ser levada em consideração na hora de um estudante escolher uma faculdade. Ter condições, por exemplo, de aprender engenharia na prática é um ponto positivo para um aluno chegar mais qualificado ao mercado de trabalho.

Na conjuntura atual, as empresas não querem investir muito em treinamentos para um novo funcionário estar apto a executar todas as tarefas. Em outras palavras, o ideal é que o colaborador esteja praticamente pronto para exercer as demandas com maestria.

Neste post, abordaremos a importância de uma instituição de ensino superior ter uma boa infraestrutura, os recursos disponibilizados pela Faculdade de Rondônia (FARO) para os estudantes de engenharia e o que observar na hora de escolher uma universidade. Confira!

Entenda a importância da infraestrutura em cursos de graduação

Contar com excelentes professores é inegavelmente um diferencial para um curso superior oferecer um aprendizado de alto nível. Por outro lado, uma infraestrutura de ponta é ideal para exercer a engenharia na prática durante a faculdade.

A abordagem teórica ajuda o estudante a ter alguma noção de como realizar as atividades profissionais. Mas isso deve estar aliado com atividades que contribuam para compreender melhor as demandas de uma carreira no dia a dia.

Por isso, é muito positivo que as instituições de ensino superior tenham laboratórios devidamente equipados. Dessa forma, os alunos terão a orientação necessária para executar serviços relacionados com a profissão escolhida.

Por exemplo, uma faculdade tem um moderno laboratório de informática. Nele, os alunos do curso de engenharia civil podem acessar softwares que são importantes para planejar e acompanhar o andamento de uma obra. Essa experiência é vital para o universitário chegar preparado ao mercado de trabalho.

Fatores

Há outros aspectos que devem ser avaliados na infraestrutura de cursos de graduação. Mesmo com o avanço tecnológico e a oferta de muitas publicações na web, é válido constatar se a biblioteca tem obras atualizadas e com assuntos que estão em evidência em uma carreira.

Isso é muito positivo para o aluno conhecer temas em que pode se especializar para aumentar a empregabilidade. Outro ponto a ser observado é a organização da sala de aula. Os estudantes precisam estar em um espaço adequado, onde se sintam confortáveis.

Um ambiente escolar que, por exemplo, não tem ar-condicionado prejudica a concentração dos alunos, principalmente em dias com temperaturas mais altas. Isso pode inclusive desmotivar o aluno e deixá-lo menos interessado em se envolver com engenharia na prática.

Uma faculdade deve investir em uma boa infraestrutura, porque é uma maneira de não apenas atrair o estudante, mas também de engajá-lo com a proposta de ensino. À medida que o aluno está envolvido com as atividades relacionadas com o ensino, maiores são as chances de apresentar um bom desempenho nas avaliações e de chegar ao mundo corporativo devidamente qualificado.

Conheça os laboratórios de engenharia da FARO

A FARO tem graduação em engenharia civil e em engenharia florestal. Ambos os cursos contam com laboratórios modernos que propiciam aos universitários adquirir conhecimento com bastante profundidade. Algumas disciplinas, inclusive, têm uma carga horária dedicada exclusivamente às atividades em laboratório, chegando a 80% das aulas. 

O Laboratório de Águas, por exemplo, contempla os dois cursos de engenharia da instituição. Nele, é feita a análise físico-química da água, com o objetivo de constatar a potabilidade para consumo humano, o nível de balneabilidade e outras formas de uso.

As duas graduações também têm aulas no Laboratório de Física, onde são feitas atividades que abrangem o movimento uniforme, o movimento uniformemente variado, circuitos elétricos e mecânica dos fluidos. Isso contribui para o aprendizado da engenharia na prática.

Ambos os cursos ainda aproveitam os recursos do Laboratório de Solos. Nele, são feitas aulas sobre fertilidade dos solos, ciências dos materiais, topografia e mecânica dos solos. Além disso, são desenvolvidas pesquisas para concluir a graduação e o mestrado.

Também atende às duas graduações o Laboratório de Química, no qual há, por exemplo, o estudo de grãos para materiais de construções; e o de Tecnologia da Madeira, onde é possível verificar tipos de madeira e qual a mais adequada para determinada aplicação. O objetivo desses laboratórios é incentivar a pesquisa e a busca pelo conhecimento.

Opções

Há muitas alternativas para aprender engenharia na prática durante a graduação na FARO. O Laboratório de Bioquímica, por exemplo, é utilizado pelos estudantes de engenharia florestal. No ambiente, são feitas atividades relacionadas com áreas relevantes do curso, como:

  • fisiologia vegetal;

  • fisiologia animal;

  • parasitologia.

Na graduação de engenharia florestal são realizadas aulas práticas e pesquisas no Laboratório de Sementes. Vale ressaltar que são feitos ensaios práticos de citologia, embriologia, parasitologia e histologia no Laboratório de Microscopia.

Na FARO, o curso de engenharia florestal promove pesquisas e ensaios no Herbário. Essa é mais uma prova de que a instituição se preocupa com a formação teórica e prática dos alunos. A ideia é sempre colocar os acadêmicos em contato com o quotidiano da profissão. 

Veja como escolher a melhor IES para você

Antes de optar por uma faculdade, vale a pena verificar alguns itens para analisar a qualidade do ensino. Um deles abrange as notas obtidas pela instituição nas avaliações promovidas pelo Ministério da Educação (MEC).

O órgão realiza 3 testes que abrangem o nível superior. O Enade verifica como foi o aprendizado dos estudantes durante a graduação. O CPC constata a qualificação dos professores e a infraestrutura da instituição. Já o IGC trabalha uma média global da universidade.

Professores

Outra maneira de escolher uma instituição de ensino superior consiste em analisar a qualidade do corpo docente. Isso pode ser feito ao obter dados na plataforma Lattes (histórico de atividades acadêmicas) e pelo perfil no LinkedIn. Você ainda pode conversar com estudantes e ex-alunos para conhecer melhor a metodologia de trabalho de corpo docente.

Além de coletar informações sobre as notas do MEC e o perfil dos professores, é indicado conhecer a infraestrutura da faculdade. Veja como é a organização das salas de aula, da biblioteca e dos laboratórios.

Também podem ser avaliados os estacionamentos, os refeitórios e os banheiros. Essa iniciativa vai dar mais segurança para acertar na escolha da melhor universidade para o seu futuro profissional.

Para aprender engenharia na prática, uma boa alternativa é a FARO. Afinal, a instituição tem avaliações positivas do MEC, professores experientes e uma infraestrutura de alto nível. Com certeza são aspectos positivos que merecem ser considerados.

Se quer mais informações sobre os nossos cursos, entre em contato conosco agora mesmo. Estamos à disposição para ajudá-lo a escolher a melhor opção e iniciar uma carreira de sucesso!

 

Deixar comentário.

Share This
0