Engenharia Civil

É preciso ter atenção à responsabilidade social do engenheiro

A engenharia é uma área que tem uma grande importância para a sociedade, porque está envolvida diretamente no desenvolvimento das cidades, nas atividades econômicas, no avanço tecnológico e na preservação ambiental.

É preciso ter muito cuidado para construir um edifício, por exemplo, pois um erro pode provocar a morte de muitas pessoas. Para que os trabalhos sejam conduzidos corretamente, a responsabilidade social do engenheiro deve ser priorizada. Do contrário, será alta a possibilidade de danos aos cidadãos em virtude de equívocos na construção de estradas e criação de equipamentos para a indústria.

Neste post, destacaremos o conceito de responsabilidade social e como ele interfere na execução dos serviços dos profissionais de engenharia. Confira!

Entenda o que é responsabilidade social

A responsabilidade social consiste em um conjunto de práticas, adotado por pessoas e empresas, que tem como meta o bem-estar de todos por meio de atitudes de caráter voluntário. Uma companhia pode promover uma campanha de doação de sangue para ajudar o hospital do município, por exemplo.

Outra ação ligada a esse conceito é a doação de cestas básicas para os empregados com menor poder aquisitivo. No caso de um cidadão, uma atividade relacionada a essa prática é a visita a orfanatos de maneira periódica (semanal, quinzenal, mensal etc.).

Em outras palavras, a responsabilidade social é uma forma de se dedicar ao bem da comunidade e mostrar que existe uma preocupação em ajudar os que necessitam de um apoio material e emocional para ter uma qualidade de vida melhor.

Muitos confundem esse conceito com filantropia, mas a responsabilidade social exige um envolvimento com as pessoas a serem ajudadas. Não basta apenas fazer a doação de bens materiais — é necessário mostrar afeto e respeito pelo próximo.

Compreenda a responsabilidade social do engenheiro

Em todas as profissões, é comum a exigência de executar serviços de alto nível com extrema rapidez. No caso da engenharia, isso não é diferente. Dependendo da obra, o profissional é bastante cobrado para finalizá-la em um prazo mais curto do que o normal.

Essa pressão faz com que a responsabilidade social do engenheiro precise ser colocada em primeiro lugar. Jamais um serviço deve ser adiantado, caso ele não possa ser finalizado dentro das melhores práticas de um segmento profissional.

Para você entender isso melhor, daremos um exemplo. Uma prefeitura necessita fazer reparos em uma ponte muito importante para o deslocamento dos moradores. Nesse caso, o engenheiro é contratado para usar um material de qualidade ruim durante a obra.

Se houver bom senso do profissional de engenharia, ele entrará em contato com as autoridades municipais e o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) para a troca dos itens a serem utilizados na reforma da ponte. Não adianta executar uma obra em um prazo bastante rápido se ela não proporcionar a segurança necessária.

Tecnologia

O avanço tecnológico é mais um fator que envolve a responsabilidade social do engenheiro. No caso da engenharia da computação, é essencial que haja muita atenção ao desenvolvimento de softwares que podem ser usados por diversos setores (finanças, saúde, segurança pública etc.).

Se houver uma grande vulnerabilidade no sistema, hackers podem aproveitar essa falha e provocar sérios prejuízos à comunidade e a empresas. Por isso, o trabalho precisa ser realizado seguindo as melhores práticas de segurança da informação.

O profissional deve ser muito responsável para estar atento aos detalhes que podem fazer uma grande diferença na qualidade do software. Esse olhar, voltado para o bem-estar social, deve fazer parte da rotina dos que optam pela carreira de engenharia.

Meio ambiente

A implantação ou expansão de uma indústria é positiva para a economia de um município. Contudo, é preciso ter muito cuidado na aprovação de licenças para o empreendimento funcionar corretamente.

Esse processo envolve o trabalho de engenheiros ambientais que estão qualificados para verificar o impacto que uma indústria do setor de petróleo pode causar à natureza e a uma comunidade.

Se a empresa adotar práticas que gerem uma elevada poluição no ar, é grande o risco de aumentar o número de doenças respiratórias na região. Por isso, a responsabilidade social do engenheiro deve ser exercitada ao máximo, indicando para a companhia procedimentos para diminuir a emissão de poluentes e atividades que a aproximem dos stakeholders.

As compensações ambientais (construção de parques, campanhas educativas etc.) devem ser propostas por profissionais de engenharia e de outras áreas. Dessa forma, a indústria não fica presa somente aos benefícios econômicos e contribui para o bem-estar de todos.

Esteja atento ao desenvolvimento sustentável

O conceito de desenvolvimento sustentável está sendo praticado por muitas organizações de vários setores no mundo inteiro. Ele envolve o uso racional dos recursos naturais para gerar mais qualidade de vida aos cidadãos e às gerações futuras.

Não basta apenas proteger as florestas — é necessário também que as matérias-primas sejam usadas para tornar a produção mais eficiente e vantajosa para as corporações. Assim, as possibilidades de geração de emprego e renda aumentam consideravelmente.

Também vale a pena que o engenheiro se dedique a atividades educativas que mostrem como a energia e a água, por exemplo, podem ser aproveitadas de maneira exemplar por empresas e pela comunidade. O avanço tecnológico também engloba a necessidade de usar os recursos naturais com bastante eficiência.

Esse processo envolve a responsabilidade social do engenheiro que pode contribuir positivamente na busca por soluções para aumentar a performance de equipamentos, reduzindo o comprometimento da natureza.

Valorize a seriedade no trabalho

O mundo corporativo e a sociedade estão evoluindo e reconhecendo como a ética e o respeito ao próximo são imprescindíveis para a execução de bons serviços. Não adianta apenas ter um grande conhecimento técnico, caso não haja cuidado em seguir a lei e o bom senso.

Os profissionais, independentemente da área, devem ser contra práticas nocivas, como a corrupção e a conivência com erros cometidos por pessoas físicas e jurídicas. A legislação precisa ser obedecida para evitar ao máximo qualquer desrespeito ao cidadão.

É inegável que a responsabilidade social do engenheiro é crucial para o desenvolvimento sustentável e a prevenção de acidentes ambientais que causam danos à natureza e até matam, dependendo do caso, seres humanos.

Se você gostou deste post e tem dúvidas sobre boas práticas na engenharia, deixe o seu comentário. A sua contribuição é muito bem-vinda!

 

Deixar comentário.

Share This
0