Direito

Direito Internacional: aprenda sobre essa área e seu mercado

Você tem interesse em exercer a advocacia? Se a resposta é sim, saiba que essa decisão já te ajuda bastante a pensar no futuro. Na área jurídica, sobram opções para os profissionais mostrarem o seu talento. Se você quer fazer a diferença, vale a pena analisar, com carinho, o Direito Internacional.

Esse segmento se caracteriza por exigir um amplo conhecimento das leis e de línguas estrangeiras. Afinal, é importante estar atualizado sobre as principais tendências do mundo jurídico para realizar um trabalho notável, não é mesmo?

Neste post, destacaremos diversos aspectos para você entender como funciona o Direito Internacional. Também mostraremos detalhes sobre oportunidades nessa área e o que é necessário fazer para aproveitá-las. Confira!

Saiba o que é Direito Internacional

Ele consiste em um conjunto de regras estabelecidas por representantes de diversas nações. O foco é fazer com que as relações entre os países sejam pautadas pela boa convivência.

Esse ramo do Direito pode ser objetivo (engloba os mandamentos que norteiam o relacionamento entre os povos) e positivo (enfatiza a necessidade de ser devidamente aplicado pelos que aderem aos acordos).

Vale destacar que o Direito Internacional pode ser público ou privado. No primeiro, são criados acordos e convenções para não haver nenhuma divergência entre os participantes. Isso não envolve somente os Estados, mas também instituições com atuação mundial, como a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização Mundial do Comércio (OMC).

Com relação ao Direito Internacional privado, o objetivo é determinar a legislação que será responsável por regular contratos feitos por pessoas de países diferentes. Isso também é feito nos casos de crianças adotadas por pais estrangeiros, sequestros que envolvem mais de uma nação e ações judiciais em diversas áreas, como:

  • comercial;

  • familiar;

  • trabalhista.

Com certeza, o Direito Internacional precisa ser devidamente compreendido pelos profissionais do setor, pois envolve questões muito relevantes que afetam a relação entre os países.

Entenda como está mercado de trabalho nessa área

A globalização da economia abriu oportunidades para advogados trabalharem em empresas multinacionais em qualquer lugar do mundo. Um dos motivos é a expansão do comércio internacional, que exige das organizações muito cuidado com as regras estabelecidas pelos países e a Organização Mundial do Comércio.

Nenhuma companhia quer ter o nome envolvido em irregularidades relativas ao não pagamento de impostos, à falta de respeito com as normas ambientais e às regras que regem as transações comerciais.

Você já deve ter percebido que, para trabalhar com Direito Internacional, é preciso muito estudo, atualização constante e capacidade de se adaptar a diversos cenários.

É bastante comum que empresas multinacionais abram oportunidades para estagiários e trainees. Essa postura é uma forma de buscar talentos no mercado de trabalho que podem proporcionar bons resultados futuramente.

Se você tem interesse em integrar organizações de grande porte, vale a pena se preparar com antecedência, pois a qualidade dos concorrentes aumenta a cada dia. Procure fazer cursos de idiomas para ter mais facilidade de comunicação em vários países.

Ao dominar a escrita e fala do inglês e de outras línguas, você já conquista requisitos valiosos para chamar a atenção dos recrutadores. À medida que um estudante está mais preparado para entrar em uma empresa, maiores são as chances de ele apresentar um bom serviço e iniciar a trajetória profissional com o pé direito.

Autônomo

É legal conseguir uma vaga de emprego em uma companhia estrangeira para trabalhar no Brasil ou no exterior. Mas você também pode atuar como advogado autônomo em causas que envolvam o Direito Internacional. Esse segmento possibilita trabalhar em situações que englobam a imigração e a arbitragem, por exemplo.

Contudo, é necessário criar uma boa rede de contatos para conseguir clientes. Isso pode ser feito com a participação em eventos voltados para a capacitação de profissionais de Direito. Afinal, os colegas de profissão podem indicá-lo para defender o interesse de outras pessoas. O networking deve ser praticado todos os dias desde a faculdade, sabia?

Outra forma de apresentar o seu trabalho é investindo no marketing digital. Procure criar um blog, destacando as principais tendências da área jurídica, de forma simples e interessante para o seu público-alvo. Você também pode utilizar as redes sociais como ferramenta de divulgação dos seus serviços.

Se for possível, contrate profissionais para cuidarem da sua imagem no mundo virtual. Eles te ajudarão a criar um conteúdo que será essencial na captação de novos clientes.

Além disso, vão fazer uso da técnica de SEO, que adota palavras-chaves para facilitar que os internautas encontrem informações sobre um tema específico (Direito Internacional, pensão para filhos no exterior etc.). Dessa forma, vão colaborar para aumentar a audiência de um site ou blog.

Capacitação

Independentemente da área em que pretende exercer a advocacia, você precisa investir na qualificação profissional para alcançar o sucesso. Uma pós-graduação, por exemplo, é uma ótima iniciativa para ficar por dentro das principais tendências de um ramo do Direito.

Procure também estar presente em palestras que abordem assuntos que serão impactantes para a sua carreira. Estar bem informado é imprescindível para você melhorar os serviços de maneira contínua e ser reconhecido pelos clientes e colegas de profissão.

Tenha foco no desenvolvimento de habilidades

Você está com vontade de trabalhar com Direito Internacional? Se a resposta for sim, desenvolva algumas habilidades vitais para se dar bem, como:

  • domínio em línguas estrangeiras;

  • relacionamento interpessoal para interagir, de forma positiva, com clientes e colegas de profissão;

  • visão de negócio para ficar atento às tendências do mercado.

Também é válido ter foco no trabalho em equipe e na melhoria contínua, priorizando a capacitação. Isso você já pode aprimorar durante o ensino superior. Com duração de cinco anos, o curso de Direito da Faculdade de Rondônia (FARO) se destaca como um dos melhores da Região Norte.

Além do estágio supervisionado, a graduação exige que os alunos façam o trabalho de conclusão de curso. Tudo isso para que os universitários estejam qualificados para o mercado de trabalho.

Com certeza, o advogado precisa “ralar” muito para se dar bem em Direito Internacional. À medida que a caminhada é mais difícil, maior é o valor da vitória. Sempre se lembre disso para superar as dificuldades e seguir em frente com os seus objetivos.

Se deseja uma qualificação acima da média, entre em contato conosco agora mesmo. Estamos à disposição para ajudá-lo a atingir os seus sonhos!

 

Deixar comentário.

Share This
0