Ciências Contábeis

Contabilidade geral: conheça a área de atuação do profissional

 

Como são os trabalhos executados por um contador geral? Antes de escolher uma carreira, é fundamental estar bem informado sobre as atribuições de uma área. Dessa maneira, você aumenta as chances de fazer uma escolha correta para construir uma trajetória profissional de sucesso.

Neste post, vamos abordar detalhes sobre a graduação para contadores e outros fatores relacionados com a contabilidade geral. Confira!

Como funciona o curso de Ciências Contábeis?

O curso de ciências contábeis forma bacharéis e tem como objetivo capacitar profissionais para trabalhar em diferentes segmentos. Isso possibilita que o recém-formado tenha condições de exercer a profissão em empresas de diferentes tamanhos ou montar o próprio negócio.

A grade curricular é bastante extensa e sofre pequenas mudanças, de acordo com a instituição de nível superior. Para obter o diploma, o estudante deve adquirir conhecimento sobre várias disciplinas, como:

  • administração financeira;

  • comportamento organizacional;

  • direito comercial;

  • direito empresarial;

  • legislação social e trabalhista;

  • legislação tributária;

  • lógica matemática;

  • macroeconomia;

  • matemática financeira;

  • sistema de informação gerencial.

Os universitários também fazem diversas matérias específicas para ajudá-los a escolher o ramo da profissão que pretendem seguir. Na graduação, os alunos são submetidos ao estágio obrigatório e ao Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Em quanto tempo posso me formar?

Em média, o curso de ciências contábeis tem a duração de quatro anos. Há diversas instituições de ensino superior espalhadas pelo Brasil que oferecem essa graduação. Antes de escolher a faculdade, é recomendado que o aluno veja se ela é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Com essa postura, ele terá a garantia de que vai conseguir um diploma de nível superior que o ajudará a chegar ao mercado de trabalho. A recomendação é fazer a graduação em locais com professores qualificados, como a Faculdade de Rondônia (FARO). Assim, fica mais fácil obter conhecimentos sólidos sobre a contabilidade geral.

Quais são as ramificações da contabilidade?

Para assimilar as diversas tendências de contabilidade, é necessário que o estudante compreenda, durante a graduação, o funcionamento dos vários segmentos da área. Pensando nisso, vamos destacar os mais importantes para você. Acompanhe!

Contabilidade tributária ou fiscal

Essa ramificação se destaca por fazer com que os clientes possam cumprir as obrigações com o poder público de maneira prática e correta. O profissional não deve apenas contribuir para uma empresa pagar os impostos, mas também para verificar o melhor regime tributário para uma organização.

O contador também necessita participar do planejamento tributário, para que a companhia se prepare, de forma adequada, para assumir compromissos e fazer investimentos com foco no crescimento.

Contabilidade financeira

Esse segmento é de grande importância para as empresas, principalmente, as de maior porte. Um dos motivos é que abrange a elaboração de informes sobre a saúde financeira de uma corporação. Essa medida é uma forma de mostrar para o público externo que o negócio está sendo bem gerenciado.

Também é uma forma de comprovar que a instituição pode contrair empréstimos e pagá-los de acordo com as regras do mercado. Na contabilidade financeira, o profissional deve ter conhecimentos sobre a elaboração do balanço patrimonial e do demonstrativo do resultado do exercício.

Esses itens possibilitam que o contador indique como estão as finanças da empresa. Além disso, é uma maneira de mostrar para os investidores que a companhia trabalha de maneira transparente.

Contabilidade gerencial

Ela tem como papel mais relevante atuar na criação do planejamento estratégico. As informações coletadas pelo contador gerencial têm um direcionamento voltado para a tomada de decisão. Para isso, há uma análise de dados relativos à saúde financeira e ao patrimônio do negócio.

Esse aspecto faz com que o profissional necessite ter uma visão crítica do cenário em que o cliente está inserido. Isso porque uma informação equivocada pode fazer com que uma empresa invista de maneira errada, tendo que adotar medidas drásticas para sobreviver, como demitir funcionários.

Nessa área, o contador necessita estudar bastante para prever como os recursos financeiros podem ser aplicados corretamente. É fundamental ter uma avaliação de como a companhia pode crescer futuramente e consolidar uma posição de prestígio no mercado.

Contabilidade de custos

Qualquer empresa precisa vender produtos ou serviços, não é mesmo? Mas de que forma os preços são estabelecidos? A resposta está no trabalho desenvolvido pela contabilidade de custos. Em um momento de instabilidade econômica, essa área é de extrema importância no mundo corporativo.

Isso porque uma companhia, ao oferecer preços mais atraentes do que a concorrência, dará um grande passo para conquistar o público-alvo. Essa atividade apenas será viável caso o contador trabalhe com a precificação, considerando as despesas com vários itens, como:

  • água;

  • aluguel;

  • devolução de mercadorias;

  • logística;

  • luz;

  • remuneração dos empregados.

Ao executar esse trabalho com maestria, o contador faz com que uma empresa perceba o momento mais adequado para reduzir ou aumentar os preços. Isso é fundamental para aumentar o faturamento e honrar os compromissos com fornecedores, poder público e funcionários.

Quais são as principais áreas de conhecimento?

Para exercer a contabilidade geral com qualidade e inteligência, o profissional deve obter um conhecimento elevado sobre várias áreas. Por isso, muitas faculdades oferecem disciplinas que abrangem setores específicos, como:

  • análise de custos;

  • análise de demonstrações contábeis;

  • análise de investimentos;

  • auditoria contábil;

  • capital de giro;

  • contabilidade comercial;

  • contabilidade financeira;

  • contabilidade fiscal;

  • contabilidade pública;

  • controladoria;

  • estrutura das demonstrações contábeis;

  • orçamento;

  • planejamento tributário;

  • teorias da contabilidade.

O contador deve sempre estar atualizado sobre os principais segmentos do setor. Essa prática é crucial para oferecer serviços de alto nível e garantir a satisfação dos clientes.

O que é contabilidade geral?

Ela consiste no segmento que visa fornecer dados sobre a conjuntura atual de uma empresa. Além disso, destaca a trajetória ao longo da existência da organização e as estimativas para o futuro. A contabilidade geral propicia aos clientes condições de compreender as mudanças e escolher as melhores ações para se adaptar a novos cenários.

Esse setor contábil é útil para avaliar as relações comerciais e trabalhistas, fazendo com que as organizações estejam mais atentas aos seus deveres e direitos. Essa postura é essencial para que haja uma negociação mais efetiva com os fornecedores, credores e devedores.

Se você for por essa área da contabilidade, a recomendação é que adote um sistema unificado para acompanhar as informações da companhia. Dessa maneira, o profissional pode ter uma visão global e analítica do negócio, o que aumenta as chances de tomar as melhores decisões.

Objetivos da área

Além de fazer com que os clientes gerenciem os recursos financeiros e o patrimônio, a contabilidade geral permite avaliar diversos aspectos relacionados com o negócio, como:

  • ativo (bens, valores e direitos em nome da empresa);

  • lucros;

  • passivo (obrigações, contas a pagar, dívidas etc.);

  • perdas;

  • patrimônio líquido (recursos da organização considerando a diferença entre o ativo e o passivo).

À medida que uma empresa se caracteriza por uma visão analítica dos bens e das obrigações a serem quitadas, maiores são as chances de evitar o endividamento e de investir com inteligência.

Importância

A contabilidade geral é muito relevante porque propicia analisar os resultados das receitas e das despesas mais impactantes para o funcionamento de uma companhia. No cenário atual, um empreendedor precisa ter uma noção de quanto arrecada com as vendas e elaborar estimativas de ganhos futuros.

Essa ação possibilita planejar investimentos que contribuirão para a empresa se tornar mais presente no mercado. Entretanto, é necessário avaliar como as despesas afetam o negócio antes de assumir novas responsabilidades.

Por isso, o contador ajuda a acompanhar, de forma exata, uma série de gastos, como:

  • aquisição de materiais;

  • contas de luz e energia;

  • empréstimos;

  • impostos;

  • salários dos empregados.

Para uma organização se manter ativa, é crucial fazer uma análise precisa da capacidade de endividamento. Do contrário, haverá um enorme risco de inadimplência de fechar as portas por falta de capital.

O que a diferencia das demais especialidades?

Um dos fatores que mais caracterizam a contabilidade geral é que ela tem como foco mostrar um panorama da empresa para diversos segmentos (bancos, clientes, fornecedores e sócios). Ou seja, tem um papel voltado para a transparência de um negócio. Hoje, as companhias devem passar informações de forma correta e responsável.

Caso isso não seja feito, perdem investidores e sofrem um grande dano de imagem, que pode ser irreversível. O contador geral faz a apuração do resultado global, verificando as receitas e as despesas. Esse trabalho tem um caráter anual, fazendo com que o empresário tenha uma visão mais ampla de como está a saúde financeira e a gestão do patrimônio.

As informações sobre a situação real da empresa também são disponibilizadas para o público externo. Isso fator aumenta ainda mais a responsabilidade do profissional, uma vez que eventuais equívocos afastam investimentos e prejudicam a credibilidade.

Quais são as tendências do mercado?

O avanço tecnológico causou grandes mudanças na carreira de um contador. Uma delas envolve a inserção da contabilidade digital, que se caracteriza pela inserção de ferramentas (sistemas, aplicativos etc.) que auxiliam na execução dos serviços.

Hoje, algumas atribuições podem ser feitas de maneira automática pelos clientes, como a emissão de notas fiscais. Esse novo cenário exige que o profissional tenha um perfil mais gerencial. Ou seja, apresente um foco mais direcionado para ser um consultor, em vez de ficar preso somente à burocracia.

O contador deve ser capaz de analisar cenários e de fazer previsões que contribuam para uma empresa fazer investimentos que vão aumentar o número de clientes e, consequentemente, a receita. Por isso, é essencial que os profissionais da área tenham conhecimentos sólidos de administração.

Essa visão global de uma companhia se torna viável com a adoção de um sistema ERP, capaz de integrar diversos setores. À medida que é possível ter informações corretas em tempo real, a análise sobre a situação financeira e patrimonial do negócio torna-se mais eficiente. Isso é indispensável para o contador sugerir como as atividades devem ser gerenciadas, visando à obtenção de resultados mais expressivos.

Comunicação

O avanço tecnológico também causou alterações na forma de o contador se relacionar com o público-alvo. Muitos profissionais estão aderindo a recursos que permitem um contato direto com os consumidores. Para oferecer um suporte adequado, o ideal é utilizar WhatsApp e o Skype, que possibilitam uma comunicação remota e em tempo real.

Os clientes e os contadores apenas devem optar pela reunião presencial em situações que esse contato é necessário. Dependendo da cidade, há uma perda de tempo considerável com deslocamentos por causa do trânsito. A gestão de tempo, atualmente, é um aspecto que influencia a produtividade de forma direta.

Para criar uma autoridade no mercado e ganhar mais projeção, alguns profissionais estão apostando no marketing digital. Essa iniciativa consiste em explorar as redes sociais e blogs para a divulgação dos serviços e o fornecimento de informações relevantes para pessoas físicas e jurídicas.

Dessa maneira, o contador se torna mais visível e aumenta as chances de conquistar mais clientes. Investir em marketing e na qualificação constante é positivo para se destacar na contabilidade geral.

Qual a média salarial?

Não há um piso salário que contemple o Brasil inteiro. Segundo levantamento realizado pela Catho, a média salarial do contador é de aproximadamente R$ 4,9 mil A remuneração varia bastante porque sofre influência de fatores, como:

  • atribuições exercidas;

  • experiência no mercado;

  • qualificação profissional;

  • tamanho da empresa.

O estudo da Catho mostra que um diretor contábil pode receber um salário superior a R$ 16 mil por mês. Já os que ocupam a função de contador gerencial ganham, em média, quase R$ 7 mil. No caso de um analista financeiro, os rendimentos variam de R$ 2 mil a R$ 8,5 mil.

Outra função muito requisitada pelas empresas é a de coordenador financeiro, cujo salário tem uma variação de R$ 4,5 mil a R$ 9 mil. Por sua vez, um gerente contábil pode ter uma remuneração de R$ 6 mil a R$ 25 mil. As grandes empresas estão investindo no cargo de controller para aperfeiçoar a gestão. Ele pode receber de R$ 13 mil a R$ 35 mil por mês.

À medida que um profissional de contabilidade alcança postos mais estratégicos em uma companhia, maior é a remuneração. Em empresas de grande porte, o diretor financeiro pode ter um salário superior a R$ 80 mil mensais.

Setor público

A iniciativa privada oferece ganhos atraentes para os contadores. Isso também é possível na administração pública, que apresenta como uma das principais vantagens a estabilidade, após um período de 2 a 3 anos, dependendo do regime jurídico adotado pelo órgão público.

Para trabalhar em uma repartição de um município, Estado ou da União, é necessário fazer um concurso público que pode conter uma prova objetiva ou apresentar teste objetivo e avaliação de títulos.

Em prefeituras, a remuneração inicial pode ser de R$ 3 mil, mas há municípios que pagam valores ainda maiores. No Banco Central, um contador, dependendo do cargo, tem direito a um salário de quase R$ 18 mil.

Outro órgão que oferece oportunidades para contadores com um ótimo salário é a Receita Federal. Os profissionais de contabilidade podem ocupar o cargo de auditor fiscal, cuja remuneração inicial será superior a R$ 21 mil, em 2019.

Quais cargos pode ocupar?

Não faltam opções de trabalho para um contador, o que mostra como essa carreira é promissora para os recém-formados. Em uma empresa, é possível exercer várias funções, como:

  • analista financeiro;

  • analista de planejamento;

  • assessor contábil;

  • auditor interno;

  • contador de custos;

  • contador geral;

  • controller;

  • diretor administrativo;

  • diretor financeiro;

  • planejador tributário.

Com foco em resultados e um trabalho voltado para a melhoria contínua, um contador pode atingir postos relevantes em uma organização e receber um salário acima da média, o que é importante para o reconhecimento profissional.

Governo

A administração pública sempre oferece oportunidades em cargos que são destinados aos contadores. O Ministério Público da União, os Tribunais de Justiça, os Tribunais de Contas, a Receita Federal, o Banco Central, prefeituras e repartições estaduais precisam de colaboradores que atuem na gestão do orçamento e das finanças.

As ações de controladoria e de auditoria são muito relevantes para os órgãos públicos, pois ajudam na fiscalização do uso adequado dos recursos e evitam que eles sejam usados para outras finalidades.

Na administração pública, a atuação profissional também envolve o acompanhamento da arrecadação e das despesas. Essa iniciativa é importante para definir se um órgão público pode fazer investimentos para melhorar os serviços e abrir concursos para contratar mais funcionários.

Autônomos

A prestação de serviços de consultoria é uma alternativa interessante para os contadores. Essa tendência propicia que muitos profissionais possam trabalhar como autônomos. Nesse segmento, também é possível prestar serviços que envolvam a perícia contábil, bastante requisitada em processos judiciais.

Os contadores ainda podem atuar como auditores independentes para verificar se os procedimentos contábeis de uma organização estão dentro das melhores práticas do mercado. Os trabalhos de escrituração contábil e fiscal podem ser feitos por autônomos. Sem dúvida, o setor de contabilidade tem amplas oportunidades de emprego, permitindo aos profissionais várias opções de escolha.

Quais são as principais atividades?

As atividades do contador são bastante variadas. Para você entendê-las melhor, vamos apresentar algumas delas agora mesmo. Veja!

Análise Financeira

Nesse segmento, o contador é responsável por avaliar como está a saúde financeira de uma empresa. Esse trabalho permite verificar o grau de endividamento e avaliar o melhor momento para investir e pegar empréstimos.

Auditoria

Engloba uma avaliação minuciosa de como os recursos financeiros estão sendo empregados. Isso abrange o uso do dinheiro para investimento e pagamentos de compromissos (impostos, salários etc.).

Consultoria

O contador atua como um conselheiro sugerindo aos clientes como os recursos financeiros podem ser utilizados para uma companhia obter um bom desempenho. Dependendo do cenário, é mais interessante aplicar o dinheiro do que contrair financiamentos. Essa decisão deve ser pautada em dados corretos e deve ser explicada detalhadamente pelo profissional.

Perícia

Tem como principal responsabilidade avaliar se houve desvio ou uma utilização inadequada dos recursos financeiros. Essa atividade é bastante requisitada por empresas e pelo Poder Judiciário.

O que é preciso para exercer a profissão?

Além de muito estudo e dedicação, o contador geral deve seguir alguns requisitos para entrar no mercado de trabalho. Um deles é fazer um curso superior em uma instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Também é necessário ter registro no Conselho Regional de Contabilidade (CRC).

Outro fator importante para exercer a profissão é buscar a atualização constante. Isso pode ser feito por meio da participação em cursos de pós-graduação e em eventos (palestras, seminários etc.) relacionados com a área.

O conhecimento da legislação também é recomendado para os que desejam atuar na área de contabilidade geral. Afinal, é preciso seguir várias normas para informar como os clientes estão fazendo a gestão das finanças e do patrimônio.

Quais habilidades necessárias para ser um contador geral?

Para exercer a carreira de forma destacada, é preciso ter uma série de características. Uma delas é ter afinidade com as ferramentas tecnológicas. O conhecimento de sistemas de gestão de empresas e de recursos para a comunicação digital com os clientes são fatores que permitem a um contador apresentar um serviço de alta qualidade.

Também é recomendado que, ao exercer a contabilidade geral, o profissional mostre capacidade de avaliar cenários e tendências. Dessa forma, tem mais possibilidades de mostrar ao público-alvo as melhores opções para gerenciar as finanças e o patrimônio.

Hoje, os contadores devem ser mais abertos ao contato com as pessoas. Isso significa que a capacidade de ouvir e de expor os procedimentos de trabalho com clareza são cruciais para resolver as demandas. A postura ética é outra característica bastante valorizada pelo mundo corporativo.

Um dos motivos é que o contador tem à disposição diversas informações sobre a realidade econômico-financeira dos clientes. Esses dados precisam ser preservados e tratados de forma muito correta. Do contrário, o profissional perde credibilidade e terá sérios danos de imagem.

Se você está interessado em exercer a contabilidade geral, saiba que a construção de uma carreira começa antes da primeira aula na faculdade. É importante que você avalie como funciona o curso superior e o mercado de trabalho. Assim, terá mais chances de acertar na escolha.

Para conhecer a qualidade dos nossos cursos, leia agora mesmo este post destacando por que a FARO é uma boa opção para você. Estar bem informado é um bom caminho para conseguir bons resultados!

 

Deixar comentário.

Share This
0