Direito

Conheça os principais campos do direito e saiba como escolher

clique na imagem para se inscrever

Clique na imagem para se inscrever!!

Se você imagina que o direito é uma área repleta de possibilidades e que oferece inúmeros campos de atuação, com bons rendimentos e carreiras de sucesso… você está absolutamente correto!

Além do reconhecimento do mercado, a profissão se divide em inúmeras categorias, que vão muito além da simples distinção entre direito público (que engloba o estado e entidades públicas) e privado (que regula as relações entre as pessoas).

Por isso, se você pretende se tornar advogado e quer conhecer melhor os diversos campos do direito em que pode se especializar, acompanhe:

Quais são os campos do direito mais promissores?

Algumas áreas de atuação ligadas ao curso de direito estão em maior evidência nos últimos anos, seja por sua importância social, econômica ou profissional ou pela demanda crescente de trabalho. Algumas delas são:

Direito comercial

Ações referentes a patentes, marca, concorrência, falência ou recuperação de empresas fazem parte da rotina do advogado que escolher esse ramo do direito. Seu objetivo é defender os interesses comerciais de empresários e suas organizações, sendo habilitado para elaborar contratos e estatutos e implementar estratégias de combate à corrupção corporativa.

Outro aspecto inerente ao direito comercial é supervisionar as transações da empresa, mantendo os processos transparentes e dentro das normas legais.

Direito da tecnologia da informação

Com o aumento da influência da tecnologia nas relações pessoais e comerciais, esse é um campo do direito que merece destaque atualmente. O advogado que optar por esse caminho será responsável por tratar de questões jurídicas que envolvem a internet, seus usuários e fornecedores — desde provedores a empresas de software e lojas virtuais.

Um acontecimento recente que aumentou a procura pelo direito da tecnologia da informação foi o Marco Civil da Internet, que estipula direitos e deveres dos usuários da rede e foi aprovado em 2014.

Direito do consumidor

Ao contrário do que muitos estudantes pensam, a área de direito do consumidor não defende apenas o cidadão que adquire produtos ou serviços, mas também seus fornecedores.

Esse ramo do direito é gerido pelo Código de Defesa do Consumidor, um conjunto de normas que regulamenta as relações de consumo no país e estabelece critérios para reparação de danos para o consumidor final.

Mais do que simplesmente responsabilizar ou punir, o advogado deve buscar harmonizar as relações entre fornecedores e consumidores, prevenir fraudes e promover conciliações.

Direito desportivo

No país do futebol, em que o esporte faz parte da cultura nacional, é natural que o direito desportivo seja uma das áreas com maior crescimento nos últimos anos, especialmente depois de eventos como a Copa do Mundo e as Olimpíadas.

A necessidade de advogados que representem atletas, técnicos, clube e patrocinadores aumenta cada vez mais, e existem boas oportunidades para profissionais qualificados. Questões trabalhistas, fiscais e administrativas fazem parte da rotina da área, que envolve negociações e fechamento de contratos com valores altíssimos.

Direito previdenciário

Requerer benefícios e direitos dos segurados da previdência é a principal responsabilidade do advogado que atua nessa área. Além da aposentadoria, entram na lista as pensões, auxílio-doença, auxílio-acidente e salário-família.

Outro campo de atuação do direito previdenciário é na forma de consultorias para empresas (especialmente de pequeno e médio porte) com relação a questões previdenciárias de seus funcionários.

Direito trabalhista

As relações trabalhistas sempre representaram um campo de trabalho fértil para os profissionais de direito. Afinal, disputas entre empregados e empregadores são cada vez mais comuns.

O advogado que optar por essa área pode representar tanto o empregado ou organizações sindicais como empresas que precisam de orientações para tomar decisões dentro da legalidade.

Direito tributário

Pessoas físicas e jurídicas demandam o serviço de advogados em diversos campos do direito, mas no ramo tributário a demanda é constante. Orientar os clientes a respeito das normas de arrecadação de impostos, taxas e tributos exigidos pelo estado é uma grande responsabilidade.

O profissional deve se manter constantemente atualizado sobre os princípios de recolhimento de valores e sobre as cobranças dos órgãos fiscalizadores.

Como escolher um dos campos do direito para se especializar?

A graduação em direito abre diversas portas para os recém-formados, tanto na carreira pública quanto no mercado de trabalho. O curso oferece uma formação ampla que permite ao aluno atuar em diversas áreas, mas é possível escolher disciplinas que contribuem para uma formação específica no ramo de direito pretendido.

Porém, muito mais do que simplesmente direcionar a formação para determinada área, é essencial se especializar e investir em uma pós-graduação voltada para o campo desejado. Dessa forma, é possível se qualificar para se destacar em um mercado competitivo e lucrativo.

Por isso, antes de fazer a sua escolha, o aluno deve se informar sobre diversos aspectos dos campos do direito que mais lhe atraem. É fundamental descobrir, por exemplo:

  • o salário inicial e médio da área;

  • as atribuições básicas do profissional;

  • as habilidades e a formação necessária para atuar;

  • a grade curricular do curso;

  • as perspectivas do mercado de trabalho.

Durante a graduação, é recomendado explorar diversas opções e conhecer, na prática, a atuação em cada um dos campos do direito que mais interessam. Como não é necessário se comprometer a uma especialização no início do curso, é possível analisar cada alternativa e descobrir com qual área você mais se identifica.

Isso pode ser feito de diversas maneiras:

  • conversando e acompanhando o trabalho de advogados experientes;

  • fazendo estágios e vivenciando a rotina de trabalho:

    • elaborando petições;

    • acompanhando o advogado em audiências;

    • atendendo diretamente o cliente;

  • conversando com professores, mentores e outros estudantes.

Além disso, o aluno deve definir objetivos relacionados à sua carreira: é preciso saber aonde se quer chegar para descobrir o melhor caminho.

Dependendo de sua área de atuação, o advogado pode trabalhar, por exemplo, em seu próprio escritório, em casa (home office), em órgãos governamentais, empresas privadas ou como correspondente. Cada um dos campos do direito demanda uma dedicação diferente, que deve estar de acordo com seus objetivos profissionais e pessoais.

E você, pretende se tornar um advogado? Já decidiu em qual dos campos de direito pretende atuar? Se tem alguma dúvida sobre o vestibular ou o curso de graduação, entre em contato conosco!

Sobre o autor

Faculdade de Rondônia

Share This