Estudos

Conheça 7 aplicativos para te ajudar a aprender inglês

clique na imagem para se inscrever

Clique na imagem para se inscrever!!

Ao longo da sua vida como estudante, certamente já teve algumas aulas de inglês, seja na própria escola ou em um curso particular.

Agora, durante a preparação para o vestibular, ter o idioma na ponta da língua é imprescindível. Não apenas porque ele vai ser cobrado na prova do ENEM, mas porque ser fluente vai fazer toda a diferença na sua jornada profissional, independentemente do curso que você escolher.

No entanto, segundo uma pesquisa realizada pela Catho, site que é referência para quem está em busca de uma colocação no mercado de trabalho, menos de 3% dos brasileiros são fluentes no inglês e cerca de 5% afirmou ter domínio em uma segunda língua.

A pesquisa também revelou que quem tem o inglês como fluente no currículo pode ter um aumento salarial de até 52% — impressionante, não é mesmo? Dividimos com você essas informações para que possar tomar consciência da importância do idioma para o seu futuro. Ele poderá abrir portas em estágios, grupos de estudos e, mais tarde, no mercado de trabalho.

E se você ainda não está lá grandes coisas com o inglês, não se preocupe! No post de hoje, vamos indicar 7 aplicativos que vão ajudá-lo a potencializar os seus conhecimentos e a se capacitar tanto para o vestibular como para a vida. Confira:

1. Duolingo

O Duolingo é um dos mais conhecidos e tradicionais aplicativos para aprender inglês (e tantas outras línguas, por sinal).

Em um primeiro momento, você vai fazer um teste, para que o app possa identificar o seu nível atual de conhecimento. Assim como em um jogo, ao acertar os exercícios e responder corretamente as atividades, você vai passando de nível. E caso os seus amigos também estejam utilizando o aplicativo e tenham uma conta, acompanhe como está o desenvolvimento deles.

É importante, porém, manter uma frequência de acesso às atividades, pois caso você deixe de realizá-las por muito tempo, vai perdendo o seu progresso e vai precisar provar o dispositivo que continua em dia com os conhecimentos.

Além disso, é possível acionar que ele envie lembretes sobre o momento ideal para utilizá-lo.

Disponível para iOS e Android.

2. Memrise

A rotina de estudos está apertada e, pelo menos por enquanto, a dedicação ao inglês não pode ser tanta em relação a outras matérias? Pois saiba que o Memrise pode ser útil nesse tipo de situação.

Este aplicativo vai tornar possível que você memorize e desenvolva o seu vocabulário com pequenos momentos de dedicação diários. Nele, você será apresentado a diferentes tipos de imagens e às devidas descrições. Depois, terá que recordar os significados de cada uma delas.

Um ponto positivo desse app, é que ele pode ser utilizado offline, ou seja, sem ter que estar conectado à internet.

Disponível para iOS e Android.

3. Lingualeo

Este aplicativo tem uma proposta um pouco diferente dos que apresentamos até aqui. Se os outros se baseiam na estratégia gamification, em que os usuários ganham pontos e passam de nível ao serem capazes de finalizar com êxito a atividade proposta, o Lingualeo, por outro lado, compartilha variados tipos de conteúdos.

Seu ponto de destaque é que ele pode ser personalizado de acordo com as suas necessidades e interesses. Poderá, portanto, ver vídeos, como as interessantes e ricas palestras TED Talks, criar o próprio dicionário, estudar gramática e vocabulário, entre outras possibilidades.

Disponível para iOS e Android.

4. Unlock Your Brain

Quer aprender palavras novas sem nem ao menos perceber que está praticando a língua? De modo que ela esteja inserida em sua rotina de maneira simples e sem afetar o seu tempo? Então baixe agora o Unlock Your Brain!

Ao instalá-lo em seu dispositivo móvel, toda vez que tiver que destravar a tela de bloqueio, surgirá a notificação de que é necessário acertar a tradução da palavra em destaque. E não pense que perderá minutos preciosos até descobrir qual é a resposta. Mesmo se você errar, a tela será desbloqueada, porém, vai ser advertido.

Já ao acessar o app, é possível conferir como anda o seu desenvolvimento e observar se tem acertado muitas palavras.

Disponível para Android.

5. Babbel

O Babbel é mais uma das nossas dicas de aplicativos para aprender inglês. Por meio dele, você será capaz de ter acesso a cursos práticos e didáticos. Ele também disponibiliza a possibilidade de treinar a pronúncia das palavras e de treinar e revisar conteúdos que já aprendeu.

Uma das vantagens que ele oferece é o fato do sistema ser integrado, ou seja, não importa se você o acessa via dispositivo móvel ou computador, ele vai salvar o seu desenvolvimento.

Disponível para iOS e Android.

6. How to Say

Se você tem dificuldade com a escuta e com a fala, o How to Say é o aplicativo mais indicado para melhorar essas habilidades, pois, com o apoio desse app, é possível praticar a pronúncia.

Para tanto, é preciso digitar a palavra do seu interesse. Você vai escutar como ela é pronunciada e terá a sua vez de gravar o seu modo de falá-la.

Disponível para Android.

7. Google Translate

Está fazendo uma atividade, lendo um texto ou escutando uma música e bateu a dúvida sobre o significado de uma palavra? O Google Translate pode ajudá-lo!

Ele não é exatamente um aplicativo para ensiná-lo o inglês, mas servirá de suporte e consulta durante o seu aprendizado. Nele, é possível conferir a pronúncia de palavras, tirar foto de um texto e traduzir o que está escrito e, também, criar uma área para o armazenamento de conteúdos que você aprendeu. Disponível para iOS e Android.

Como você pode perceber, muitas são as opções de aplicativos para aprender inglês. Experimente as nossas sugestões e veja qual se adequa melhor às suas necessidades. Temos certeza de que com muita prática, dedicação e esforço, logo você estará quase um nativo!

O que achou das nossas dicas de aplicativos para aprender inglês? Já conhecia algum deles? Para ter acesso a mais posts como este e ficar sempre por dentro das nossas dicas e novidades, basta nos seguir nas redes sociais! Estamos no YouTube e Facebook!

Sobre o autor

Faculdade de Rondônia

Share This