Carreiras

Conheça 4 dicas para melhorar o currículo no seu tempo livre

clique na imagem para se inscrever

Clique na imagem para se inscrever!!

Você é daquelas pessoas que só atualizam o currículo quando aparece uma proposta de emprego? Acaba mandando informações desnecessárias para a vaga por não ter tempo de melhorar o currículo? Provavelmente, se você disse sim para uma dessas perguntas, você precisa dar uma atenção especial para isso e reconhecer que manter o currículo em dia é importante.

Algumas vezes, as pessoas nem ao menos são chamadas para a entrevista de emprego e um dos principais motivos disso acontecer pode ser a apresentação do currículo. Geralmente, ele é o primeiro contato com a empresa, por isso, ter um bom currículo, com conteúdo e bem estruturado, é um dos fatores que pode mudar essa realidade.

Durante a atualização você pode avaliar sua vida profissional e buscar por maneiras de avançar e crescer mais e mais, aumentando o seu valor no mercado. Para tanto, é preciso tirar algumas horas do mês para fazer cursos ou algo que valorize seu currículo, além de atualizá-lo esteticamente.

Pensando em ajudar você a se organizar e, assim, sempre fazer uma apresentação completa, preparamos algumas dicas para melhorar o conteúdo e a estrutura do documento.

Continue a leitura e faça um currículo que vai se destacar entre os milhares que chegam nas mãos dos recrutadores!

Como melhorar o conteúdo do currículo?

Para melhorar o currículo naquele tempo livre durante a semana e conseguir o emprego que tanto almeja é preciso pensar em maneiras de fazer quase tudo, sem perder o foco das áreas de atuação que você gosta e deseja trabalhar.

Nunca é demais reforçar que mentir no currículo é perda de tempo, pois, na entrevista, sempre acabam pegando você, sem falar na vergonha de ficar conhecido por ser mentiroso. Então, para mostrar seu valor, separamos algumas dicas de atividades extras que você pode fazer concomitante com os estudos e mostrar um verdadeiro recheio de conquistas. Acompanhe a seguir algumas dicas:

1. Fazer cursos de curta duração

Os recrutadores costumam verificar se a pessoa está atualizada quanto à sua área de atuação e uma das maneiras mais eficazes de comprovar isso é com a certificação em cursos de curta duração. Muitos são oferecidos online e gratuitamente e podem aumentar o currículo.

Os cursos também são muito úteis para quem está em busca do primeiro emprego ou nunca trabalhou na área pretendida, eles mostram que o candidato buscou se informar sobre o assunto. Esse é, sem dúvidas, um diferencial que direciona seus objetivos de carreira.

2. Investir em cursos de idiomas

A maioria das vagas com boas remunerações e planos de carreira exigem, no mínimo, conhecimento básico da língua inglesa. Outros idiomas também são bem-vindos e, mais uma vez, você pode buscar na internet cursos gratuitos e de qualidade.

E se você tiver condições, invista em um intercâmbio para aprimorar o inglês ou o idioma que você acredita ser importante para a sua carreira. Lembrando que quanto mais conhecimento, maiores as suas chances de encontrar a vaga dos sonhos.

3. Praticar trabalho voluntário

Aproveitando o conhecimento em outros idiomas, você pode buscar por fazer trabalhos voluntários em outros países, existem intercâmbios específicos para tal. Se não tiver condições, faça esse tipo de ação na sua cidade mesmo, sempre tem alguma ONG ou instituição que precisa de apoio.

Em trabalhos voluntários você poderá adquirir muito conhecimento, principalmente em relação ao trabalho em equipe, uma das habilidades essenciais dentro da maioria das organizações.

4. Participar de eventos variados

Se você está fazendo faculdade é comum que algumas graduações exijam horas extras curriculares como a participação em eventos, por isso, aproveite e busque por aqueles que agregam valor ao seu currículo.

Mesmo que ainda esteja terminando o ensino médio é importante procurar por esses eventos. Eles podem ser palestras ou exposições. E até no caso de o evento não estar ligado à área pretendida você pode acabar ganhando muito conteúdo para a entrevista.

Qual a formatação ideal para um currículo?

Deixar o currículo atraente também deve ser um dos objetivos de quem procura um emprego. Ele precisa chamar a atenção pelo seu conteúdo, mas também quanto à formatação.

O recrutador tem pouco tempo para olhar os muitos currículos que chegam e quando você se candidata online, alguns deles utilizam programas que fazem um levantamento de quem realmente se encaixa na vaga, por isso, é importante se dedicar à estrutura e ao que realmente é necessário ser informado.

Não é fácil mostrar em uma ou, no máximo, duas folhas todas as suas habilidades, principalmente se você seguiu as dicas acima — caprichou na busca por cursos e trabalhos que melhorem seu currículo —, porém, não é impossível. Por isso:

  • seja objetivo e claro;

  • não seja repetitivo;

  • não coloque números de documentos;

  • evite ao máximo escrever mais de uma folha;

  • revise informações básicas como telefone e e-mail;

  • cuidado com os erros de português;

  • dê informações coerentes com a vaga;

  • evite excessos no layout;

Geralmente, os currículos apresentam primeiramente a formação. Porém, tem quem acredite que essa informação é menos relevante que as experiências profissionais.

O que pode e o que não pode no currículo?

Um bom currículo precisa ter mais que informações sobre suas habilidades e experiências, mas como saber o que pode e o que não pode escrever nele? Nem tudo precisa ser dito por ali e muito pode ser mostrado sem falar demais. É necessário buscar um equilíbrio entre o conteúdo que você tem, os seus objetivos e as necessidades do empregador.

Não existe uma receita pronta para o que você vai colocar em seu currículo, até porque cada vaga é diferente. Porém, algumas coisas são bem pontuais, como:

  • se você tem ensino superior, não precisa dizer que tem ensino médio, muito menos a escola que estudou nesse período;

  • lembre-se de que o que você aprendeu em cada palestra ou curso deve ficar para a entrevista;

  • coloque apenas o que realmente agrega algum valor em relação à vaga pretendida;

  • indique suas habilidades junto com a descrição de suas experiências anteriores — exceto no caso de primeiro emprego, no qual uma aba de habilidades pode ser bem-vinda.

Você provavelmente tem um modelo já elaborado e só vai precisar incluir as atividades extras, customizando de acordo com a vaga. Use esse modelo como um rascunho e não tenha medo de mudá-lo se achar que está muito ultrapassado, contudo, sem que ele perca a simplicidade e a objetividade.

Ele é a sua principal apresentação para a empresa, ou seja, é como um cartão de visita, porém com mais informações. Os cuidados com a ortografia, digitação, o layout e as informações contidas ali podem aumentar a suas chances, principalmente, a partir do momento que você entende a importância de melhorar o currículo.

Que tal compartilhar este post em suas redes sociais? Divida com os seus amigos essas dicas e os ajude a ter um currículo arrebatador!

Sobre o autor

Faculdade de Rondônia

Share This