Direito

Afinal, eu tenho perfil de advogado?

clique na imagem para se inscrever

Clique na imagem para se inscrever!!

Interessado em fazer o curso de Direito, mas ainda não tem certeza se você possui o perfil de advogado? Essa é uma dúvida comum entre os vestibulandos que pretendem seguir esse caminho.

A graduação em Direito é uma das mais procuradas do Brasil e é a porta de entrada para um campo profissional de inúmeras ramificações. Porém, como em qualquer profissão, existem algumas características específicas que são determinantes para o bom desempenho do advogado.

Este é o objetivo principal do nosso post: ajudar você a identificar se o seu perfil tem afinidade a uma carreira de sucesso no Direito. Continue a leitura e descubra se você já tem as habilidades necessárias para ser um bom advogado.

As possibilidades de atuação profissional

Se você está interessado em cursar Direito deve, primeiramente, conhecer um pouco mais sobre as possibilidades de atuação para o advogado. E saiba que as opções são bem abrangentes. Há muitas áreas para esse profissional se especializar e consolidar carreira.

Aqui, listaremos apenas alguns dos campos mais conhecidos do Direito, para você ter uma ideia dos possíveis caminhos dessa profissão.

Direito Civil

Essa é a maior área do Direito aqui no Brasil. Nesse campo, o advogado trabalha em nome dos interesses individuais de seus clientes. Estão envolvidas questões familiares, como herança, divórcio e guarda dos filhos, assim como processos por bens e propriedades.

Direito Trabalhista

Na área trabalhista, também uma das mais procuradas no país, o profissional acompanha funcionários e empregadores — pessoas físicas e jurídicas — em ações referentes a condições de trabalho, normas sindicais e previdência social.

Direito Penal

O Direito Penal é o campo de atuação ideal para quem se interessa em acompanhar processos que envolvem crimes e delitos. Aqui, o advogado atua tanto na defesa quanto na acusação de suspeitos em casos diversos, como assaltos, homicídios, sequestros, entre outros.

Direito Empresarial

Nesse setor, também conhecido como Direito Comercial, o profissional é responsável por representar pessoas jurídicas em causas que incluem: abertura e fechamento de empresas e estabelecimentos comerciais; processos de falência; marcas e patentes etc.

Direito do Consumidor

Outra área que também apresenta muita demanda. O advogado atua em prol do cidadão ou dos fornecedores, em ações que envolvem contratação de serviços e aquisição de bens. As práticas desse profissional são guiadas pela legislação do Código de Defesa do Consumidor.

Carreiras públicas

O profissional que pretende atuar no setor público encontra possibilidades por meio de concursos municipais, estaduais e federais. Há chances de boas colocações em cargos como delegado de polícia, promotor de justiça, defensor público, juiz e procurador.

Carreiras acadêmicas

Outra boa possibilidade de atuação está na área acadêmica. O advogado que investe em pós-graduação stricto sensu — mestrado e doutorado — pode seguir carreira como pesquisador ou professor universitário, em instituições públicas ou privadas.

As habilidades que compõem o perfil de advogado

Qualquer carreira que você pretenda seguir vai exigir algumas características específicas para executar suas atividades profissionais com sucesso. O bom é que competências comportamentais podem ser desenvolvidas e aprimoradas — tudo é questão de treino de habilidades. Veja o que um bom advogado precisa ter:

Capacidade argumentativa e oratória

Uma das características mais evidentes e necessárias à prática profissional do advogado é a capacidade de se expressar com clareza. Seu discurso não pode ser confuso e deixar margens para interpretações dúbias.

Se você quer advogar, mas ainda se sente inseguro para se comunicar, comece a treinar essa habilidade. Existem, inclusive, cursos de oratória que preparam o profissional para falar em público com facilidade.

Persuasão

Claro que você já escutou a expressão “dom da persuasão”. Isso é bem diferente de manipulação e coerção, e não representa um traço negativo. Persuadir significa convencer, vencer com argumentos, levar o interlocutor a enxergar pelo seu ângulo de visão. Sem dúvidas, é uma habilidade essencial para o sucesso do advogado.

Boa escrita e hábito de leitura

Assim como boa fluência para comunicação verbal, o advogado também deve apresentar escrita impecável e aptidão para leitura. Documentos dos mais variados fazem parte da rotina desse profissional, portanto, devem ser redigidos sem erros de gramática. Isso certamente passa mais credibilidade.

O hábito de ler é necessário tanto para o aperfeiçoamento da escrita quanto para a atualização teórica. Lembrando também que cada caso acompanhado pelo advogado deve ser profundamente estudado, o que exige, é claro, muita leitura.

Formação sólida e conhecimento técnico

Uma formação superior de qualidade confere ao estudante bagagem teórica e prática para que ele se destaque em sua atuação profissional. Habilidades fundamentais para o advogado, como pensamento crítico, capacidade analítica e argumentação, são desenvolvidas ao longo da graduação em Direito.

Com conhecimento técnico acentuado, o advogado consegue conduzir, sem dificuldade, todos os trâmites envolvidos nos processos jurídicos. Vale ainda lembrar que a atualização de conhecimentos, por meio de cursos de pós-graduação, aprimora ainda mais as competências do profissional.

Bom relacionamento interpessoal e trabalho em equipe

O advogado se relaciona com inúmeras pessoas, de diferentes níveis, desde colegas de profissão, sócios, funcionários, estagiários, até os magistrados e os clientes mais humildes. Portanto, é essencial ter capacidade para tornar essas relações interpessoais produtivas.

Saber delegar tarefas, ser paciente, saber ouvir e se posicionar de forma certeira e respeitosa com todos são algumas das atitudes de quem consegue desenvolver um bom trabalho em equipe.

Proatividade e pensamento estratégico

Ser proativo é ter habilidade para se adiantar e elaborar soluções para um possível contratempo. Para isso, também entra em pauta o pensamento estratégico, que leva o indivíduo a avaliar todas as atitudes que podem ser tomadas, considerando o resultado de cada uma delas.

Essas duas características fazem toda diferença no desempenho do advogado. Em complemento, podemos mencionar: iniciativa, criatividade e aptidão para investigar e analisar informações.

Inteligência emocional

Inteligência emocional é, na verdade, necessária para qualquer pessoa, no sentido pessoal e profissional. Trata-se da habilidade para identificar e gerir as próprias emoções, e também reconhecer e compreender o estado emocional dos outros.

Ter esse domínio é importante para conduzir as relações e solucionar conflitos intra e interpessoais com facilidade, especialmente na profissão do advogado, que lida com diversas situações de estresse em sua rotina.

Além das características que foram mencionadas, também é importante que ao profissional de Direito não falte ética, empatia, responsabilidade e caráter. Afinal, o alicerce dessa carreira deve ser o respeito ao ser humano.

E então, descobriu se você tem perfil de advogado? Não se esqueça de que essas características podem ser desenvolvidas com treino de habilidades. E lembre-se, também, de assinar a nossa newsletter para receber conteúdos atualizados sobre estudos e profissões.

 

 

Você não tem nenhum conteúdo salvo.

Você gostou deste artigo? Aproveite a visita para assinar a nossa newsletter. Desse jeito você vai receber as nossas atualizações na sua caixa de entrada!

Sobre o autor

Faculdade de Rondônia

Faculdade de Rondônia

Share This
0