Estudos

6 motivos para participar de um grupo de pesquisa na faculdade

Depois de muitos meses de estudo e dedicação, você finalmente ingressou na faculdade e deu início a um novo período de descobertas e experiências: são novos amigos, novas disciplinas e novas formas de adquirir conhecimentos, como os grupos de pesquisa.

Além de ser uma excelente alternativa para aprofundar os conteúdos aprendidos no curso, essa iniciativa acadêmica ainda pode trazer diversos benefícios para a construção do seu perfil profissional.

Ficou curioso e quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura para descobrir o que é um grupo de pesquisa e confira 6 bons motivos para participar desse projeto!

O que é um grupo de pesquisa?

Formado especificamente por alunos da graduação — pertencentes ou não ao mesmo curso —, um grupo de pesquisa tem o objetivo de realizar estudos científicos relacionados a uma determinada área do conhecimento. Para isso, são acompanhados por um, ou até dois, professores pesquisadores com a função de orientar e mediar a discussão de temas específicos.

No entanto, para que essa iniciativa seja colocada em prática, é preciso que a instituição de ensino superior realize um cadastro junto ao diretório do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), responsável pelo atendimento e apoio aos grupos de pesquisa.

Até 2016, de acordo com os dados do Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil (DGPB), foram registrados mais de 35 mil grupos em todo o Brasil e mais de 145 linhas diferentes de pesquisa, dentre as quais podemos destacar as áreas de:

  • educação;

  • medicina;

  • direito;

  • administração;

  • ciência da computação.

Por esses dados, é possível perceber a importância de projetos como esses para a geração de conhecimentos e produção de materiais que podem levar ao desenvolvimento de projetos de iniciação científica e de extensão.

Por que ingressar em um grupo de pesquisa?

Agora que você já sabe o que é um grupo de pesquisa e conheceu um pouco sobre o panorama das propostas de estudo apresentadas pelas faculdades nacionais, vamos mostrar 6 ótimas razões para participar de iniciativas como essa. Confira!

1. Desenvolvimento de uma visão crítica

Ao participar de um grupo de pesquisa, você terá acesso a diferentes estudos e leituras que vão ajudá-lo a adquirir um olhar diferenciado sobre as diversas questões que envolvem o tema estudado.

Além disso, a troca de informações junto ao professor e os colegas participantes também vai possibilitar o contato com diferentes pontos de vista, que poderão contribuir fortemente para a construção de uma visão mais crítica e analítica.

2. Aprofundamento de um tema de interesse

Ao longo dos semestres do seu curso de graduação, você terá acesso a um alto volume de conteúdos fascinantes e de grande importância para o seu futuro profissional. No entanto, dependendo da grade horária, alguns assuntos podem não ser tão aprofundados.

Nesse cenário, um grupo de pesquisa pode suprir essa lacuna e possibilitar uma investigação mais detalhada sobre os temas que mais despertaram o seu interesse, enriquecendo ainda mais a sua formação.

3. Preparação para o TCC

A escolha do tema a ser abordado no Trabalho de Conclusão de Curso costuma ser motivo de dor de cabeça e preocupação para alunos das mais diferentes linhas de graduação. Mas, se você optou por ingressar em um grupo de pesquisa, essa decisão pode ser mais simples e tranquila.

Você pode aproveitar diversos dos materiais utilizados como base de estudo do grupo, além das questões levantadas durante os debates, para desenvolver o seu trabalho e enriquecer a sua argumentação ao longo das páginas do seu TCC.

4. Ampliação do networking

Além da troca de conhecimentos e pontos de vista, o contato com o professor orientador e com os colegas de outros cursos e períodos também pode ser uma excelente forma de construir suas relações profissionais e investir no famoso networking.

Esse termo, bastante valorizado no mundo corporativo, é uma ferramenta de grande importância, pois pode garantir indicações para oportunidades de trabalho no futuro. Por isso, procure interagir com todos e aposte em bons relacionamentos interpessoais desde o período universitário.

5. Aprendizado sobre o universo das publicações

Em diversos casos, as discussões geradas no grupo de pesquisa podem levar ao desenvolvimento de estudos que, posteriormente, se tornam temas relevantes para a produção de artigos — que poderão ser publicados em periódicos científicos.

Esses tipos de texto são altamente valorizados pela comunidade acadêmica e somam pontos positivos para o seu currículo — seja ele voltado ao mercado de trabalho ou de acordo com as diretrizes da Plataforma Lattes —, sendo um diferencial e tanto, principalmente se a sua intenção for investir em uma candidatura para cursos de mestrado e doutorado.

6. Desenvolvimento de habilidades valorizadas pelo mercado

A rotina de estudos e a convivência com pessoas com diferentes opiniões e estilos de vida, somadas ao compromisso com as atividades do grupo e cumprimento dos objetivos propostos, poderão ajudá-lo a desenvolver competências fundamentais para o seu crescimento profissional. Aqui, podemos destacar:

  • criatividade para ir além do pensamento comum e apresentar ideias inovadoras;

  • empatia para compreender as questões que cerceiam e preocupam a sociedade;

  • capacidade de liderança para tomar a frente dos projetos e apresentar soluções viáveis para tirá-los do papel;

  • versatilidade para lidar com diferentes perfis profissionais e se adaptar às novas situações.

Como é possível perceber, a participação em um grupo de pesquisa pode trazer grandes benefícios para a sua carreira, seja ela corporativa, seja acadêmica. Afinal, é uma oportunidade de aprofundar os conhecimentos aprendidos em sala e colocá-los em prática, descobrindo, também, quais são os aspectos da área escolhida com os quais você tem mais afinidade.

Por isso, na hora de escolher a sua faculdade, ou logo nos primeiros períodos do curso, procure fazer uma pesquisa mais aprofundada sobre as iniciativas oferecidas pela instituição de ensino e opte pelas linhas de pesquisa que podem contribuir de fato com os seus objetivos pessoais e profissionais.

Gostou deste artigo? Quer saber mais informações sobre como funciona um grupo de pesquisa ou deseja conhecer outros projetos que a FARO oferece aos seus alunos? Então, entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas sobre o mundo universitário!

 

1 comentário

  • Um dos principais motivos de se fazer trabalhos em grupo na faculdade é aprender a lidar com as dificuldades de trabalhar em equipe.
    Na vida profissional acabam acontecendo os mesmos problemas que voce enfrenta na faculdade.
    Um cara não faz o relatório dele, o que acaba atrapalhando seu trabalho e vc tem que ter jogo de cintura para lidar com este problema, sendo cobrando, fazendo o relatório vc mesma e assim vai!!

    É importante começar com isso desde a escola, para quando chegar na vida profissional saber lidar.

Deixar comentário.

Share This
0