Carreiras Engenharia Civil Engenharia Florestal

Solucione suas 7 maiores dúvidas sobre os tipos de engenharia

solucione-suas-7-maiores-duvidas-sobre-os-tipos-de-engenharia.jpeg

O momento de decidir o futuro profissional é cercado por várias dúvidas. Afinal, são muitas as opções de cursos e nem sempre é fácil escolher, mesmo já tendo em mente alguma área específica. Se você quiser se tornar engenheiro, por exemplo, saiba que há 35 tipos de engenharia diferentes disponíveis nas universidades brasileiras.

Assim, como optar por aquela que melhor se encaixe no seu perfil e nas suas expectativas? Para responder a essa questão você deve pesquisar com cuidado as diferentes características e exigências de cada engenharia, que podem ser muito diversas entre si.

Mas fique tranquilo que você não está sozinho. Neste post, vamos ajudá-lo a solucionar as dúvidas mais comuns dos candidatos a engenheiros. Confira:

1. Qual o perfil do estudante de engenharia?

Independentemente do curso de engenharia que você pretende optar, o estudante precisa ter em mente alguns atributos gerais que compõem esse amplo campo profissional.

A engenharia requer alunos capazes de elaborar modelos teóricos, experimentá-los e aplicá-los na resolução de problemas objetivos. Por isso, é uma graduação que demanda grande capacidade de imaginação, mas que também exige bastante senso prático.

Gostar de matérias relacionadas à matemática é fundamental. No entanto, os engenheiros, de uma maneira geral, ocupam cargos de direção nas equipes em que trabalham. Desse modo, o aluno também deve possuir e desenvolver boa habilidade de comunicação e capacidade de liderança.

2. Quais matérias serão estudadas?

As diferentes graduações em engenharia são caracterizadas pela natureza multidisciplinar. Isto é, como estudante, você absorverá conhecimentos de distintas matérias e ramos do saber.

Normalmente, todos os alunos passam pelo chamado “Ciclo Básico”, um conjunto de disciplinas essenciais a todos os tipos de engenharia. Entre elas estão Cálculos, Estatística, Física, Algoritmos e Geometria Analítica.

Ao longo do curso o estudante também terá matérias relacionadas à Química, à Matemática e à Biologia. Passará também por uma formação inicial em humanidades, com matérias introdutórias de Economia, Administração e até Direito.

3. Como e onde atua o engenheiro?

O trabalho do engenheiro está fortemente vinculado à pesquisa e ao desenvolvimento de soluções efetivas em segmentos que são muito variados. Por isso, as possibilidades de ramos de atuação para quem deseja se formar em engenharia são bem amplas.

Afinal, esse profissional pode desempenhar a sua função em diferentes áreas, como a indústria, o agronegócio, empresas de tecnologia e, até mesmo, no setor público. Como consequência, o curso exige um trabalhador dinâmico e abrangente.

4. Quais os tipos de engenharia mais tradicionais?

Engenharia Civil

Esse curso prepara o estudante para trabalhar na construção de diferentes estruturas. Por isso, em cada casa, prédio, viaduto, estrada ou barragem em construção haverá sempre um engenheiro civil responsável pela obra.

Junto ao arquiteto, esse profissional é o responsável pelo projeto da estrutura. Cabe a ele liderar a execução do trabalho, garantindo que todos os requisitos técnicos sejam cumpridos, visando, assim, uma obra segura e de qualidade.

Engenharia Elétrica

O engenheiro eletricista trabalha em tudo aquilo que se relaciona à energia, desde a geração até a distribuição e o consumo.

Portanto, ele pode tanto trabalhar nos setores industriais, buscando soluções para companhias energéticas, quanto na construção e aplicação de sistemas de automação, por exemplo, em linhas de produção de empresas construtoras de automóveis.

Engenharia Mecânica

Esse curso forma os responsáveis por planejar e acompanhar o funcionamento de todos os sistemas mecânicos da indústria. É, portanto, essencial para o progresso do país.

Para isso, o engenheiro mecânico projeta, desenvolve, implementa e realiza a manutenção das máquinas utilizadas para construir veículos, aviões, navios, plataformas de extração petrolífera, composições para exploração mineral, além de diferentes estruturas e peças.

Outras graduações tradicionais em engenharia são a Agrícola, de Computação, Mecatrônica e Ambiental.

5. Quais os tipos de engenharia mais novos?

Engenharia Biomédica

A biomédica forma engenheiros para desenvolver tecnologias para distintos ramos da saúde, como a medicina e a odontologia.

Assim, esse profissional é o responsável por projetar equipamentos e softwares usados na prevenção, no diagnóstico e no tratamento de uma vasta gama de doenças.

O engenheiro biomédico atua nos processos de automação e humanização de clínicas e hospitais, buscando promover e contribuir para o aumento da expectativa de vida da população e o desenvolvimento de uma vida mais saudável.

Engenharia Florestal

O curso de Engenharia Florestal busca promover o uso sustentável dos recursos naturais. Por isso, esse profissional é cada vez mais requisitado, tendo em vista a crescente preocupação pelos problemas ambientais.

Ele é o responsável por avaliar o potencial dos ecossistemas e criar projetos para o seu usando correto, levando em consideração a manutenção do equilíbrio dos diferentes biomas.

Assim, o engenheiro florestal pode atuar, por exemplo, na recuperação de áreas degradadas e também pela arborização urbana.

Engenharia de Telecomunicações

O engenheiro de telecomunicações passar por uma graduação que o prepara para programar e manter a capacidade da sociedade em se comunicar por diferentes dispositivos, como a televisão, internet e o celular.

Com o avanço da tecnologia e a evolução no setor da comunicação, essa carreira tomou grande impulso nos últimos anos. Esse profissional deve desenvolver sistemas e equipamentos para ampliar a transmissão de dados em rede de forma eficiente e rápida.

Outras engenharias que surgiram a pouco tempo para sanar necessidades modernas são a Física, Sanitária e de Produção.

6. Qual o piso salarial dos engenheiros?

O menor salário recebido por um engenheiro não pode ser inferior a 6 salários mínimos para uma jornada base de 6 horas diárias de trabalho, mais 0,25% de remuneração adicional, como determina a Lei 4950-A/166.

A média salarial depende de cada tipo de engenharia, que pode variar de R$6.000, para as categorias júnior, e ultrapassar os R$12.000, para funcionários Sênior.

Os estagiários também contam com uma boa remuneração, cuja média pode chegar até R$2.000.

7. Como é o mercado de trabalho?

Como é possível perceber, as engenharias aplicam métodos científicos diversificados, utilizados para melhorar a qualidade de vida de todos. Consequentemente, é um diferencial, ou mesmo uma necessidade para qualquer organização, ter um engenheiro para otimizá-la.

É por conta disso que, mesmo em momentos de crise, a área da engenharia consegue responder positivamente e manter o mercado aquecido para os seus profissionais.

Gostou das nossas dicas? Então deixe um comentário sobre os tipos de engenharia que mais te chamaram atenção!

Sobre o autor

Faculdade de Rondônia

Deixar comentário.

Share This