Carreiras

Foco nos estudos: como parar de procrastinar em 6 passos

foco-nos-estudos-como-parar-de-procrastinar-em-6-passos.jpeg

Você se senta para estudar e o telefone começa a apitar com mensagens no WhatsApp. “Vou dar só uma olhadinha”, você pensa. Depois de alguns minutos perdidos, você se lembra de que precisa comer alguma coisa e, enquanto faz um lanche, não faz mal nenhum terminar aquele episódio da sua série favorita, afinal, os livros estarão no mesmo lugar quando você voltar. Quando você percebe, lá se foram as suas preciosas horas de estudo.

Se identificou com essa cena? Infelizmente, essa história é um problema para a grande maioria das pessoas: o nosso cérebro é, por natureza, um procrastinador. Mas isso não é motivo para perder as esperanças e abandonar as suas tarefas de vez.

Existem alguns truques que te ajudarão a driblar seus instintos e descobrir como parar de procrastinar. Mas, antes, vamos te explicar melhor do que se trata e quais são as reais causas dessa companheira nada agradável:

O que é a procrastinação

A procrastinação é, basicamente, o hábito de deixar as tarefas importantes para o último momento — conhecida também como “empurrar com a barriga”. Sabe aquele artigo da faculdade que você precisa entregar no dia 20? Se você for um procrastinador, começará a escrevê-lo no dia anterior.

Tim Urban, autor do blog Wait but Why, explica a procrastinação de uma maneira incrivelmente simples: o cérebro do procrastinador é controlado por um tomador de decisões racionais, mas que é constantemente atrapalhado por um macaquinho que busca recompensas instantâneas.

Isso quer dizer que, por mais que você reconheça a importância de cumprir com as suas obrigações, a tendência do cérebro é buscar por coisas prazerosas e divertidas — e estudar para aquela prova de cálculo dificilmente entrará nessa lista!

As causas da procrastinação

Existe um mito de que a procrastinação é, na verdade, a mais pura preguiça. Em alguns casos, a premissa é verdadeira, mas existem outras razões que afligem os estudantes e comprometem o desempenho na hora de encarar os livros.

A principal delas é a falta de disciplina. No geral, aprendemos a fazer nossas tarefas por obrigação ou porque há alguém cobrando para que sejam feitas — como é o caso dos deveres de casa da escola. Por esse motivo, não nos treinamos a cumprir com nossas responsabilidades simplesmente porque elas precisam ser feitas.

A insegurança é outra grande inimiga na hora dos estudos, quase sempre acompanhada por outro vilão, o perfeccionismo. Por exigirem de si mesmos um desempenho impecável, alguns estudantes desenvolvem um medo profundo de falhar e não cumprir com suas próprias exigências. Essa insegurança pode ser paralisante, levando à procrastinação constante.

Se a falta de confiança pode ser um fator determinante para a procrastinação, o excesso dela também faz com que deixemos as tarefas para o último segundo. Afinal de contas, você sempre acaba entregando o que precisa, não é mesmo? Você pode até fazer entregar aquele trabalho que precisa, mas as consequências virão junto com a nota baixa ou o desempenho ruim.

Como parar de procrastinar

Em qualquer uma das situações citadas acima, o resultado é sempre o mesmo: muita frustração e a sensação de que você poderia ter se saído melhor se tivesse se esforçado mais.

Mas ainda dá tempo de virar o jogo e se livrar desse péssimo hábito. Confira algumas técnicas que vão te ajudar a sair do time dos procrastinadores e aumentar sua produtividade na hora de estudar:

1. Descubra o que te motiva

Encontrar motivação é o primeiro passo para deixar a procrastinação de lado e dar o melhor para atingir seus objetivos de vida. Tire um tempo para refletir sobre eles e descobrir onde você deseja chegar.

Faça uma lista com as coisas que você deseja para o futuro e lembre-se sempre desses motivos na hora de começar a estudar. Se for o caso, deixe essa lista em algum lugar visível, para que você não se esqueça daquilo que realmente importa!

2. Livre-se das distrações

Essa dica é uma velha conhecida dos estudantes: para se concentrar, é preciso se livrar de todo e qualquer tipo de distrações. E não estamos falando apenas de desligar o celular e o computador. Um ambiente de estudos tranquilo, limpo e organizado te ajudará a manter a mente focada.

No entanto, cuidado para não cair na armadilha de parar para organizar seu ambiente de estudos bem na hora de começar a estudar e se render novamente à procrastinação!

3. Crie (e cumpra!) um cronograma

Criar um cronograma de estudos é uma dica básica e simples, que exige apenas um bom planejamento (que deve ser feito de forma consciente, pois até ele pode se tornar um devorador de tempo).

Mas criar um cronograma é diferente de cumpri-lo, e esse é o grande pesadelo dos procrastinadores. O ideal é que, além de segmentar o conteúdo de forma organizada, você estipule prazos para concluir cada uma das etapas. Isso ajuda a criar senso de urgência e driblar a procrastinação.

4. Divida metas em pequenas tarefas

Assim como os prazos, criar metas de estudo também dão senso de urgência e serve como incentivo para concluir as tarefas pendentes. No entanto, o grande erro nesse aspecto é, crie metas possíveis de serem alcançadas, baseando-se no seu padrão de desempenho. Reflita sobre ele de forma realista, levando em conta sua rotina, ritmo de estudos e tendência procrastinadora.

Na hora de botar a mão na massa, o segredo é transformar cada grande meta em pequenas tarefas, que sejam simples de cumprir. Se você precisa rever toda a matéria de matemática, que tal se propor a estudar um capítulo por semana e solucionar 10 questões por dia? Muito mais fácil, não é?

5. Mensure seu tempo de estudos

Se você é do tipo que até consegue ficar sentado durante horas na frente dos livros, mas, no final, sente que não estudou nada, uma boa saída é mensurar o tempo real que você gasta estudando. Isso te ajudará a ver a quantidade de tempo que você joga fora e que poderia dedicar a outras tarefas caso conseguisse manter o foco.

O aplicativo Toggl é uma ferramenta desenvolvida justamente para isso. Com ele, você terá uma visão mais realista de quanto tempo você efetivamente passa estudando e quanto está sendo desperdiçado.

Outro aplicativo que te ajudará a estudar é o Tomato Timer. Baseado na já conhecida técnica Pomodoro, ele cria ciclos intercalados de 25 minutos de trabalho e 5 descanso, o que ajuda bastante na produtividade.

6. Dê recompensas a si mesmo

Você se lembra do macaquinho sobre o qual falamos no início do texto? Bom, por mais que você consiga controlá-lo, ele ainda exigirá gratificações o tempo todo. Uma forma de mantê-lo sossegado é prometendo a ele uma recompensa muito melhor do que ver vídeos de gatinho no YouTube.

Mas, para isso, ele precisará te deixar estudar durante um determinado período durante alguns dias. Pense em coisas que você gostaria de fazer, como comprar aquele livro novo do seu autor favorito ou ir a um show no final de semana, e estabeleça condições a si mesmo para ganhar esses presentes.

Não há dúvidas de que a procrastinação atrapalha e muito o desempenho de quem precisa focar nos estudos. No entanto, se você é um procrastinador nato, saiba que nem tudo está perdido! O segredo é entender como sua mente funciona e usar esses truques simples para parar de procrastinar.

Curtiu o conteúdo e aprendeu como parar de procrastinar? Então siga a FARO nas redes sociais para ficar por dentro de tudo que acontece aqui no blog! Estamos no Facebook e no YouTube!

Sobre o autor

Faculdade de Rondônia

Deixar comentário.

Share This