Carreiras Estudos

Faculdade privada X pública: compare vantagens e desvantagens!

faculdade-privada-x-publica-compare-vantagens-e-desvantagens.jpeg

Quando estão prestes a terminar o ensino médio, muitos alunos precisam escolher a graduação entre faculdade privada e pública. Nessa hora, uma série de dúvidas surge na mente do estudante, afinal, tal opção envolve consequências que podem impactar toda a carreira do jovem.

Embora as funções desses dois tipos de instituições sejam parecidas, ou seja, oferecem formação de nível superior para o aluno, na verdade, pode haver muitas diferenças entre eles. Enquanto alguns cursos possuem uma orientação mais acadêmica, voltada para a pesquisa, outros têm uma linha mais prática, direcionada para o mercado de trabalho.

Para ajudar você na melhor escolha, mostramos em seguida vantagens e desvantagens de cada tipo de faculdade. Acompanhe!

Prós e contras da faculdade privada

As faculdades privadas tiveram grandes avanços no Brasil, não só em termos de números de estudantes como também em infraestrutura e qualidade do ensino. Esse conjunto de instituições é bastante variado, mas, ainda assim, você pode ver a seguir certas características presentes em parte dessas entidades.

Conexão com o mercado de trabalho

A faculdade privada, via de regra, busca oferecer cursos com viés prático. Dessa forma, os estudantes formados ingressam no mercado de trabalho com a capacitação necessária para enfrentar os desafios cotidianos de uma empresa.

Como muitos dos professores dessas faculdades atuam tanto no meio acadêmico quanto no corporativo, eles conseguem oferecer aos alunos uma visão integradora dessas duas realidades. Com isso, os estudantes saem da graduação com uma noção clara do que encontrarão no dia a dia profissional.

Boa infraestrutura e atualização rápida

As faculdades privadas buscam investir constantemente na melhoria da própria infraestrutura, como laboratórios, bibliotecas, salas de aula, espaços de convivência etc. Além disso, elas procuram se atualizar em relação aos avanços da tecnologia.

Como precisam acompanhar a evolução do mercado de trabalho, as faculdades particulares tentam estar ao máximo em sintonia com as práticas das empresas, como uso de ferramentas e de softwares.

Pouca iniciativa de pesquisa

Generalizar é um ato que requer prudência, por isso, é difícil classificar as instituições de ensino superior privadas da mesma forma.

Embora muitas faculdades particulares não se dediquem muito à pesquisa, principalmente as entidades mais recentes, existem diversas instituições de ensino não públicas que possuem tradição em pesquisa, inclusive, com programas de pós-graduação e revistas científicas.

Além disso, embora algumas faculdades particulares não tenham grupos formais de pesquisa, muitos professores dessas instituições são mestres ou doutores. Logo, eles buscam passar também esse tipo de visão para os alunos na sala de aula.

Valor da mensalidade

Uma das dificuldades que muitos alunos de faculdades privadas enfrentam diz respeito ao valor pago nas mensalidades. Mesmo assim, é bem verdade que o ensino superior tem sido democratizado nos últimos anos, por exemplo, por meio de programas de financiamento estudantil públicos ou privados e das bolsas de estudo.

Prós e contras da faculdade pública

As faculdades públicas, por serem custeadas pelo governo, são gratuitas. Além disso, elas têm geralmente o vestibular ou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como forma de ingresso.

Ainda assim, da mesma forma que as faculdades particulares, as públicas possuem diferenças entre si. Logo, as características que você verá a seguir se referem à grande parte das instituições, mas não necessariamente a todas desse grupo predominantemente custeado pelo governo.

Reconhecimento das empresas

Como o ingresso nas faculdades públicas tende a ser bastante concorrido, as empresas acreditam que os formados nessas entidades seriam diferenciados. É bem verdade que um bom desempenho em um vestibular genérico, que abrange as disciplinas do ensino médio, não significa obrigatoriamente um bom rendimento num curso de graduação específico.

Hoje em dia, com uma disseminação maior do conhecimento, principalmente pela internet, os alunos de faculdades públicas ou privadas podem ter acesso às mesmas fontes de pesquisa.

Por isso, na prática, pode ocorrer de esses estudantes apresentarem desempenho semelhante quanto à aprendizagem de conhecimentos específicos da profissão.

Investimento em pesquisa

De modo geral, as universidades públicas investem muito em pesquisa, já que possuem verbas governamentais para tal finalidade. Assim, é comum elas possuírem grupos de pesquisa, de diferentes linhas de pensamento, que têm como objetivo a produção de conhecimento e a investigação de fenômenos.

Possibilidade de greves

Um dos pontos negativos das faculdades públicas é a frequência de greves, seja de professores ou de servidores, que muitas vezes atrasam a conclusão do curso por parte do aluno.

Como uma graduação dura geralmente quatro anos, o estudante corre o risco de não poder prosseguir na formação, devido a negociações salariais ou a outros motivos, os quais geram as greves.

Infraestrutura defasada

Mais um aspecto ruim das faculdades públicas é a defasagem de infraestrutura em relação às faculdades privadas e ao mercado de trabalho. Como os investimentos dependem do governo, as instituições de ensino superior públicas raramente conseguem acompanhar a evolução das tecnologias, como hardware e software.

Escolha entre faculdade privada e pública

Após conhecer algumas características positivas e negativas de faculdades particulares e públicas, pode ser que você ainda tenha dúvidas sobre qual delas escolher. Seja qual for a sua opção, tenha em mente que muito do resultado de uma graduação depende do esforço e da dedicação do próprio aluno.

Portanto, o fato de um estudante não ter cursado uma faculdade pública não significa que ele não possua diferenciais competitivos e que não esteja preparado o suficiente para encarar os desafios da profissão — muito pelo contrário!

Em muitos casos, o aluno de faculdade particular obtém notas maiores do que os de instituição pública no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade).

Hoje em dia, quando se compara faculdade privada e pública, é preciso levar em conta que ambas precisam seguir currículos padrões para cada área do conhecimento e determinações do Ministério da Educação (MEC).

Logo, seja particular ou pública, a faculdade precisa apresentar um nível satisfatório de qualidade para que esteja em dia com os órgãos de fiscalização.

Diante de todas essas vantagens e desvantagens, você deve escolher o curso que melhor atenda às suas necessidades, como ingresso rápido, capacitação voltada para o mercado de trabalho, dupla diplomação, curso em um só período do dia etc.

Quer receber mais dicas para escolher o seu futuro profissional? Então, siga-nos nas redes sociais e não perca os próximos conteúdos. Estamos no Facebook e no YouTube! Venha nos conhecer!

Sobre o autor

Faculdade de Rondônia

Deixar comentário.

Share This