Estudos

ENEM 2017: como montar um planejamento de estudos?

enem-2017-como-montar-um-planejamento-de-estudos.jpeg

De alguns anos para cá, o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que usa o Exame Nacional do Ensino Médio como método de avaliação, se tornou a forma tradicional de ingresso nas universidades federais do país. Até mesmo algumas instituições privadas vêm aderindo ao Exame em seus processos seletivos.

Isso aumentou bastante as chances de os estudantes ingressarem em um curso superior, mas, junto à acessibilidade, cresce também a concorrência pelas vagas. Só em 2016, por exemplo, mais de 9 milhões de pessoas se inscreveram para prestar o ENEM 2017.

Isso mostra que, para garantir seu lugar na universidade, estudar não é o bastante. É preciso ter foco, planejamento e uma rotina de preparação realmente eficiente — e é aí que entra a importância de um bom cronograma de estudos para o ENEM.

E você sabe o que não pode ficar de fora desse planejamento? É sobre isso que falaremos a seguir:

1. Organize seus horários

Antes de mais nada, para montar um bom cronograma, é preciso analisar a sua rotina e encontrar os horários disponíveis para se dedicar à preparação para a prova.

Coloque no papel quais são suas tarefas diárias inadiáveis, com horários fixos, e defina qual será o seu período de estudos — que, é claro, também deverá ser encarado como uma tarefa fixa e inadiável.

Se você tem um dia a dia muito corrido e repleto de compromissos, será preciso mapear quais são os gargalos que tomam seu tempo e pensar em estratégias para otimizar essas tarefas, fazendo com que sobre mais tempo para os estudos.

Outra estratégia é aproveitar as brechas para ler conteúdos relacionados aos temas estudados — como a sala de espera do dentista ou o trajeto de ônibus até o trabalho. Tenha sempre algum texto ou resumo à mão para aproveitar esses minutinhos e dedicar o horário de estudos a outras prioridades de seu cronograma.

2. Divida as matérias e assuntos

Com os horários de estudo definidos, é hora de elaborar o cronograma em si, dividindo seu tempo de acordo com cada conteúdo que precisará ser assimilado e praticado.

A prova do ENEM é dividida em quatro grandes áreas do conhecimento, além da redação. São elas: Matemática e suas tecnologias; Ciências humanas e suas tecnologias; Linguagens, códigos e suas tecnologias; e Ciências da natureza e suas tecnologias.

A partir dessas grandes áreas, defina quais são suas prioridades e distribua o conteúdo a ser estudado de acordo com a sua necessidade, reservando mais tempo para as matérias mais complexas e que você tem mais dificuldade — sem, é claro, deixar as mais tranquilas de fora do cronograma.

3. Inclua exercícios e simulados

Muitos estudantes cometem um erro clássico — e grave — na hora de montar o cronograma de estudos: enchem todos os horários com muita teoria, mas se esquecem de incluir a prática.

As leituras, é claro, são indispensáveis para a compreensão da matéria estudada. Porém, a única maneira de descobrir se você realmente assimilou todo o conteúdo é por meio dos exercícios.

No início, essa pode parecer uma parte chata. Mas, ao longo do tempo, você verá uma grande melhora em seu desempenho e resolver listas e simulados se tornará um momento prazeroso e motivador.

Além disso, os simulados são uma forma de se familiarizar com o estilo das provas do ENEM e descobrir quanto tempo você gasta para resolver as questões. Lembre-se de que se trata de uma prova bastante longa e cada minuto é valioso. Use os simulados como uma maneira de otimizar seu tempo de resolução de questões!

4. Separe um tempo para a redação

A redação do ENEM possui um peso enorme nos processos seletivos das melhores universidades do país e, por isso, a preparação para ela merece muita dedicação.

Inclua em seu cronograma um tempo para ler sobre atualidades e pesquisar sobre os possíveis temas que poderão ser abordados no ENEM 2017, além de estudar o gênero textual e o modelo exigido na prova.

Mas não pare nas pesquisas: botar a mão na massa é o que realmente fará a diferença em suas redações. Busque temas de redações anteriores ou mesmo na internet e reserve um espaço no planejamento para a produção de textos.

Assim como no caso do simulado, é importante medir o tempo gasto com a redação para que você consiga otimizar seu desempenho do dia da prova.

5. Transforme seu plano em ação

Essa dica pode parecer óbvia, mas é bastante válida. Muitos vestibulandos perdem horas preciosas se preparando e montando a rotina de estudos, elaborando cronogramas e lendo sobre métodos de produtividade nos estudos.

Porém, nunca começam efetivamente a botar tudo isso em prática. Por esse motivo, é preciso encontrar estratégias para driblar a procrastinação, e a primeira forma de fazer isso é identificar quais são os gatilhos que o levam a isso — como acessar as redes sociais, as “urgências” que não são urgentes ou a tentação de ir tirar um cochilo no meio da tarde.

Se você não consegue estudar em casa, por exemplo, que tal ir para alguma biblioteca, longe das distrações? Para algumas pessoas, estudar fora de casa é uma maneira de otimizar a rotina e render muito mais.

A técnica pomodoro também pode ajudar a manter o foco de uma forma muito fácil: a cada ciclo de 25 minutos de concentração, você ganha como “prêmio” uma pausa de 5 minutos. Depois de quatro ciclos — ou quatro pomodoros —, você tem direito a uma pausa maior, de 20 a 30 minutos.

Lembrar-se de sua motivação é outra maneira de não burlar o cronograma — afinal, toda a sua dedicação terá uma grande recompensa no final: a sua aprovação no vestibular! Manter um diário sobre suas metas e sonhos ou escrevê-los em forma de bilhetes para você mesmo o ajudará a focar quando a procrastinação quiser bater à porta.

6. Encontre espaço para outras atividades

No período de preparação para o ENEM, os estudos devem ser sua prioridade. No entanto, você não deve projetar todo o seu tempo e energia apenas nisso — caso contrário, o estresse poderá de deixar desmotivado e até mesmo atrapalhar o seu rendimento.

É preciso saber equilibrar o cronograma de estudos com atividades que promovam prazer e relaxamento, como atividades físicas regulares e uma vida social ativa. Isso, inclusive, fará bem para o seu cérebro e o ajudará a render ainda melhor nos momentos de estudo.

A preparação para o ENEM 2017 é um momento decisivo na vida de um estudante, e seu sucesso ou fracasso nessa missão só depende de você. Siga as nossas dicas de hoje para montar um planejamento de estudos realmente eficiente e garantir a sua vaga na faculdade!

Quer ficar por dentro de todas as nossas novidades? Então aproveite para seguir a FARO nas redes sociais! Estamos no Facebook e no YouTube!

Sobre o autor

Faculdade de Rondônia

Deixar comentário.

Share This