Carreiras Direito

Conheça 5 campos de atuação em alta para advogados

conheca-5-campos-de-atuacao-em-alta-para-advogados.jpeg

Está pensando em estudar Direito ou está prestes a fazer o Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)? Se a resposta for positiva, é muito importante ficar atento aos campos de atuação que estão em evidência na carreira jurídica. O mercado de trabalho está bastante concorrido e exigindo profissionais cada vez mais qualificados.

Não tenha dúvida de que analisar devidamente as tendências da profissão é uma importante vantagem competitiva. Estar bem informado se tornou uma obrigação para quem deseja ter uma posição de destaque como advogado.

Com a intenção de ajudá-lo nesta missão, vamos apresentar 5 áreas que estão em alta no segmento jurídico. Confira:

1. Direito comercial ou empresarial

O setor corporativo abre boas oportunidades para advogados. Nele, os profissionais atuam em casos que abrangem processos de falência, recuperação judicial, patente, marca, entre outros. A elaboração de contratos e de estatutos sociais também fazem parte das atribuições.

Nas grandes empresas, é cada vez mais comum a presença do agente de Compliance, responsável por implantar e monitorar ações de combate à corrupção. Esse profissional tem como atribuições desenvolver a cultura do controle interno na organização e garantir o cumprimento do código de ética ou do manual de conduta pelos funcionários.

​O agente de Compliance contribui para que uma instituição tenha um comportamento dentro da lei e das normas estipuladas pelos órgãos reguladores de uma atividade econômica.

A Operação Lava Jato e a Lei Anticorrupção, responsável por punir empresas que causam prejuízos à administração pública, são fatores que aumentaram as chances de trabalho para advogados com atuação nessa área.

Segundo especialistas, as organizações procuram profissionais que se destacam pela capacidade de conciliação e de negociação. Dominar a língua inglesa e outros idiomas é também um grande diferencial.

2. Direito do Trabalho

A crise econômica foi responsável pelo aumento do número de demissões. Uma consequência disso foi o crescimento significativo de processos trabalhistas. Para evitar, ao máximo, perdas financeiras com esse tipo de ação, as empresas precisam contar com profissionais especializados em Direito do Trabalho.

Os casos de assédio moral também estão surgindo com mais frequência nos ambientes corporativos, fazendo com que as empresas necessitem dos serviços de um advogado. Por mais que uma organização priorize respeitar os seus colaboradores, é fundamental contar com esse profissional para minimizar os impactos provocados por ações trabalhistas.

A atualização constante, a boa comunicação e o poder de negociação são aspectos que contribuem bastante para as empresas contratarem um advogado especializado em Direito do Trabalho.

3. Direito Digital

A popularização da Internet mudou as relações sociais no mundo inteiro. O mesmo também pode ser verificado na área jurídica. Uma prova disso é o Direito Digital, considerado um dos setores com maior destaque na advocacia atualmente.

Neste ramo, os advogados podem atuar em diversos segmentos. Um deles é o civil litigioso, em que as causas englobam questões de privacidade, honra e intimidade, além de aspectos trabalhistas e previdenciários.

O dano moral e a demissão por justa causa relacionados com a Internet são as que mais exigem conhecimento dos profissionais de Direito, que precisam elaborar argumentos com base no comportamento humano e na legislação.

Na área penal, os crimes cibernéticos (roubo de identidade, ameaça, discriminação, pedofilia, espionagem industrial, entre outros) são os que estão em evidência. Caso o advogado tenha bons conhecimentos em tecnologia da informação e comunicação, será mais fácil elaborar argumentos para convencer os juízes.

Muitas empresas têm recorrido a profissionais com conhecimento na área criminal. É comum muitos trabalhadores serem demitidos, porque usaram as redes sociais e o e-mail corporativo de maneira indevida.

O segmento de contratos também ganhou força por causa das startups (empresas iniciantes com baixo orçamento, mas que se destacam pela inovação e agilidade). Outro setor que está se expandindo é a consultoria em Direito Digital, que possui um caráter mais preventivo diferentemente da área criminal e da contratual.

O advogado consultor deve ter como foco elaborar boas estratégias para evitar problemas jurídicos, atualização constante e domínio em línguas estrangeiras.

Isso também vale para os profissionais de compliance que passaram a ser mais requisitados pelas organizações devido ao Marco Civil da Internet no Brasil (regula o uso da rede mundial de computadores, definindo direitos e deveres de usuários e provedores de serviços) e a Lei Anticorrupção de 2013.

4. Direito Tributário

A necessidade de melhorar o fluxo de caixa e o resultado financeiro são fatores que expandiram a demanda por profissionais especializados em Direito Tributário.

O advogado, com conhecimentos avançados nessa área, tem condições de fazer um bom planejamento do pagamento de tributos, permitindo que as organizações economizem e invistam no que é realmente necessário para gerar bons resultados.

Consultoria, atendimento à fiscalização, implementação de projetos fiscais, suporte tributário aos setores de negócios estão entre os serviços prestados pelos profissionais especializados no segmento.

5. Direito do Consumidor

Com a criação do Código de Defesa do Consumidor, houve uma crescente demanda por profissionais capazes de defender interesses dos clientes prejudicados numa relação com um fornecedor. Normalmente, o consumidor é a parte mais frágil numa relação de consumo. Por isso, precisa de proteção e defesa dos direitos.

Quando um serviço contratado ou produto adquirido apresenta problemas, o advogado deve trabalhar para que haja um entendimento entre as partes e para a reparação dos prejuízos provocados pelo fornecedor.

As empresas também devem contar com profissionais especializados na área, porque têm o direito de defesa em relação às acusações dos clientes. Além disso, nem sempre o consumidor age de maneira correta com quem fornece uma mercadoria ou um determinado serviço.

Por exemplo, um cliente não está pagando devidamente as parcelas da compra de um produto. Nesse caso, o advogado entra com uma ação em que a organização vai exigir do consumidor o cumprimento de suas obrigações.

Estabelecimentos comerciais e empresários também contratam profissionais para serviços de consultoria jurídica com a intenção de minimizar eventuais problemas com os clientes.

Os advogados são responsáveis por elaborar contratos, emitir pareceres e fazer atividades burocráticas em repartições públicas, como registrar marcas, obter alvará de funcionamento, entre outras.

Estar atento às tendências dos campos de atuação em alta é uma iniciativa fundamental para os advogados que pretendem consolidar um espaço no mercado de trabalho.

Para não ficar atrás da concorrência, uma boa dica é assinar agora a nossa newsletter. Assim, você receberá todas as dicas e novidades que publicamos em seu e-mail! Afinal de contas, ficar bem informado é sempre um privilégio!

Sobre o autor

Faculdade de Rondônia

Deixar comentário.

Share This