Engenharia Civil

8 tendências da engenharia civil que você deve ficar de olho

8-tendencias-da-engenharia-civil-que-voce-deve-ficar-de-olho.jpeg

Todas as áreas profissionais estão sujeitas a passarem por mudanças, em geral, contínuas, o que leva a altas em determinados setores mercadológicos e a baixas em outros.

Os engenheiros e demais profissionais associados a esse campo também fazem parte de tal realidade, o que gera a necessidade de se informarem sobre o que muda no seu segmento de atuação. Nessa ótica, abordaremos as tendências da engenharia civil.

Vários fatores podem influenciar o que se torna tendência em uma área profissional. Entre eles, estão o desenvolvimento tecnológico, as alterações que ocorrem no mercado e as mudanças de comportamento dos consumidores.

Tendo em vista, a abrangência da engenharia civil e os seus diferentes setores de aplicação, vamos mostrar as 8 principais tendências desse campo para que você possa acompanhá-las. Confira já!

1. Sustentabilidade

O desenvolvimento sustentável, ou seja, a busca pelo equilíbrio entre a preservação ambiental e o crescimento socioeconômico, é um dos pilares do mercado atual, condição que exige que a engenharia civil crie e pratique ações de sustentabilidade.

Nesse cenário, a área vem buscando alternativas para elaborar e executar projetos de maneira a não agredir, mas, sim, preservar o meio ambiente. Levando em conta que o concreto figura entre um dos maiores responsáveis pela emissão de gás carbônico (CO2), o uso de material reciclado nas obras é uma opção viável.

Isso porque tal utilização, em geral, é capaz de reduzir as emissões, ao mesmo tempo em que não interfere na qualidade e na segurança das edificações, além de oferecer vantagens no que se refere às relações de custo-benefício.

2. Sistemas de automação predial

Construção civil sem inovação tecnológica é impensável na atualidade. Essa conexão obrigatória requer que se dê atenção especial aos recursos que otimizam as edificações, seja na sua construção ou funcionamento.

É nesse sentido que a precisão no desenvolvimento e na integração de sistemas de automação predial consiste em uma importante tendência no campo, a qual está em franco crescimento.

Dispositivos precisos de automação são ideais para a minimização de erros e falhas humanas, diminuição de custos operacionais e efetivação de manutenções programadas, que consistem em ações fundamentais em termos de segurança e economia.

Ainda que hoje pareça um pouco distante, a ideia de controlar luzes e elevadores, por exemplo, pela internet, com os recentes avanços tecnológicos, essa realidade já está bem próxima.

3. Uso de energia renovável

Essa tendência também é fruto da preocupação com a sustentabilidade, mas possui, também, um viés econômico que faz bastante diferença. Trata-se de usar fontes de energia renovável no empreendimento.

Isso pode ser feito de duas maneiras, separadas ou combinadas: promovendo a geração energética durante a construção ou criando na obra estruturas que possibilitem a geração para os seus futuros ocupantes.

No primeiro caso, é providenciada a instalação de painéis solares no canteiro de obras, de modo a se produzir a energia que será consumida durante o período de duração do trabalho no local.

A segunda possibilidade, que depende do interesse do cliente, diz respeito ao fornecimento de infraestrutura adequada para a instalação desses painéis no empreendimento para usufruto do proprietário.

4. Aplicação da realidade aumentada

O uso da realidade aumentada — visualização de um item virtual em 3D, a partir de um objeto da realidade que tenha uma marca de referência — possibilita a experiência de visualizar cômodos ou um prédio inteiro em tamanho real antes de a obra ter início.

Trata-se de uma ferramenta tecnológica que aguça a criatividade e a imaginação do profissional, permitindo que ele faça projeções e as aplique no empreendimento.

A utilização dessa ferramenta tem crescido bastante na engenharia civil durante os últimos anos. Além de sua função imaginativa, a realidade aumentada permite que sejam criadas máquinas virtuais e elaborados modelos com maior nível de precisão, criações que ajudam os profissionais a visualizarem os projetos que estão montando antes mesmo, que eles saiam da planta.

5. Novos materiais

Com base nas inovações tecnológicas e demandas de mercado, os materiais usados no contexto da engenharia civil são aperfeiçoados constantemente, o que tende a gerar tendências da engenharia civil também nesse aspecto da área.

Atualmente, a preocupação com o desenvolvimento sustentável, bem como a busca contínua por matérias-primas eficientes e com baixo custo de extração, são fatores decisivos para determinar o que é tendência.

Fazem parte do conjunto de materiais em ascensão no campo da engenharia civil os tijolos de lã, as telhas solares, o concreto sustentável e as janelas de vidros triplos. Além desses itens, o isolamento de papel, feito sobretudo, a partir de material reciclado, é uma tecnologia cujo uso tem sido cada vez maior nas obras de todos os tipos e tamanhos.

6. Utilização de aplicativos

Outra tendência da construção civil ligada à tecnologia é o uso de aplicativos especializados na área. Esses dispositivos podem ter múltiplas funções úteis ao cotidiano profissional, de forma a auxiliarem no monitoramento de mudanças em uma planta, permitirem o acompanhamento da escala de funcionários e até possibilitarem a comunicação no canteiro de obras

7. Impressão 3D

A tecnologia 3D não é usada apenas na realidade aumentada, sendo importante também para o processo de projeção e modelamento físico dos empreendimentos. Além de já ser possível imprimir uma residência inteira, conforme já foi feito por profissionais na Rússia, esse tipo de recurso é capaz de tornar físicos os moldes de vigas projetados, o que facilita a execução do projeto.

8. Softwares para engenharia

Programas computacionais desenvolvidos para facilitar a criação e a gestão de projetos estruturais são indispensáveis na área da engenharia civil. Eles são equipados com ferramentas destinadas aos cálculos necessários a todas as etapas do empreendimento, bem como funções que possibilitam a realização dos desenhos finais e a antecipação de detecção de possíveis interferências para o desenvolvimento do projeto.

Como uma das principais tendências da engenharia civil, os softwares são fundamentais para a execução técnica e financeira de uma obra. Um exemplo é a tecnologia BIM (Building Information Modeling ou, em português, Modelagem de Informações da Construção).

Ela é capaz de reunir todos os dados relativos ao projeto em um só ambiente, o qual pode ser acessado por todos os profissionais que estão envolvidos, o que gera economia de tempo e diminuição de custos.

Quer ficar sempre por dentro das novidades que compartilhamos em nosso blog? Então, assine a nossa newsletter!

Sobre o autor

Faculdade de Rondônia

Deixar comentário.

Share This