Ciências Contábeis

7 tendências de contabilidade para acompanhar desde já

7-tendencias-de-contabilidade-para-acompanhar-desde-ja.jpeg

Se você sonha com uma carreira em Ciências Contábeis e quer se destacar como um profissional atualizado e dinâmico, precisa conhecer as últimas tendências de contabilidade. Como estudante, você deve saber que esta área oferece um vasto mercado de trabalho, mas é bem competitiva, o que exige flexibilidade, adaptação e modernização constantes.

Há apenas algumas décadas, não havia computadores, celulares, nem internet, e a realidade para os profissionais era outra: pilhas de documentos e arquivos empoeirados, filas quilométricas nas repartições públicas e nos bancos, enorme perda de tempo com burocracia etc.

Hoje, não é possível que o contador continue preso a processos ultrapassados, baseados em documentos impressos, quando os avanços tecnológicos permitem dinamismo e rapidez no atendimento ao cliente.

Na verdade, as tendências de contabilidade vão além da tecnologia. Leia o nosso artigo até o fim e saiba o que é preciso saber, para não ficar em desvantagem profissional.

1. A computação em nuvem, ou cloud computing

Entre as tendências de contabilidade, esta já é uma realidade inquestionável: a maioria das pequenas e médias empresas já estão “na nuvem”.

Sabe o que é esta tal nuvem? É um local de armazenamento de dados e aplicativos “fora” dos computadores pessoais. Em vez de comprar um software caro, a pessoa utiliza os programas diretamente no site do provedor e paga por assinatura, como se fosse um serviço de telefonia ou TV a cabo, por exemplo. Isso simplifica processos, reduz custos e permite usar sempre o programa mais atual.

Então, é essencial que os contadores dominem a computação de nuvem, para atender seus clientes. Mesmo que você não conheça cada software em seus mínimos detalhes, é preciso saber indicar a melhor solução tecnológica para facilitar o dia a dia de cada cliente.

2. A escrituração digital

O Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), da Receita Federal, permite que os contribuintes cumpram suas obrigações fiscais por meio digital, sem a necessidade de preencher e entregar documentos impressos aos órgãos competentes.

A escrituração das empresas é feita online, por meio de documentos com assinatura eletrônica, que são validados juridicamente por certificação digital.

Colocando de modo mais simples, todas as informações trabalhistas, tributárias e legais são enviadas aos órgãos governamentais por meio de programas de computador, sem necessidade de formulários em papel. Por isso, além de ter bons conhecimentos de informática, o contador precisa dominar os programas e conhecer todos os detalhes envolvidos no processo.

3. A integração de sistemas de gestão

Os programas para gestão corporativa chamados de ERP (do inglês Enterprise Resource Planning) oferecem inúmeros recursos, como:

  • geração de dados confiáveis;

  • acompanhamento do fluxo de caixa;

  • integração dos vários setores da empresa;

  • planilhas e relatórios financeiros precisos;

  • inventários em tempo real etc.

A implantação de sistemas de gestão empresarial cresce a cada dia no universo corporativo, o que gera grandes vantagens, tanto para os empresários quanto para os contadores. A facilidade no acesso e no cruzamento de dados é apenas um dos muitos aspectos que favorecem o trabalho da área de contabilidade.

4. A tendência do “faça você mesmo”

Com os avanços dos recursos tecnológicos, a escrituração se torna cada vez mais simplificada e mais econômica. Os programas disponibilizados pelas instituições são autoexplicativos e, muitas vezes, dispensam o auxílio de um contador.

Assim, os pequenos e médios empresários se sentem mais seguros para colocar a mão na massa e assumir processos e tarefas contábeis por conta própria. Por isso, os profissionais de contabilidade precisam usar a criatividade e agregar novos valores aos serviços oferecidos à clientela.

O lado positivo dessa tendência de contabilidade é que a tecnologia que favorece o cliente, também favorece o contador. Como a execução de tarefas se torna mais simples, o profissional ganha tempo livre para expandir sua atuação e oferecer um atendimento diferenciado.

5. A consultoria personalizada

Como mencionamos acima, as facilidades tecnológicas e a simplificação e automação de processos contábeis, a princípio, podem significar perda de clientes para os contadores. No entanto, um profissional flexível e bem preparado pode transformar essa tendência, aparentemente desfavorável, em oportunidades.

Com a facilidade de acesso a dados de clientes em tempo real, é possível conhecer melhor suas demandas e oferecer soluções sob medida para atendê-las.

A consultoria se apresenta como o caminho mais lucrativo entre as tendências de contabilidade. A tecnologia disponibiliza as ferramentas necessárias para oferecer aconselhamento em tempo real. Preparar-se o quanto antes para se tornar um consultor de confiança, significa garantir a satisfação e a fidelidade dos clientes.

6. O crescimento da clientela da geração do milênio

Os jovens nascidos nas décadas de 1980 e 1990, chamados de geração do milênio, ou geração Y, tornaram-se contribuintes adultos e precisam de serviços contábeis. Essas pessoas cresceram em meio a grandes avanços tecnológicos, são hábeis com computadores, internet e celulares de última linha, e se sentem à vontade no mundo virtual.

O profissional de contabilidade que permanecer preso a sistemas antiquados, dificilmente vai cativar esses clientes. Entre outras coisas, eles esperam processos modernos, com o mínimo de papéis impressos, consultoria financeira personalizada e transparência na relação profissional.

Outro aspecto valorizado pela geração do milênio é a mobilidade e a agilidade na informação. Como vivem conectados praticamente 24 horas por dia, eles esperam respostas em tempo real ou em menos de uma hora. É bom estar atento a essa demanda.

7. A economia do compartilhamento

O conceito de economia compartilhada, ou economia colaborativa, expande-se rapidamente em todos os setores da economia mundial. A colaboração e o compartilhamento, seja de informações, de serviços ou de espaços físicos, beneficia a todos os envolvidos. Essa também é uma tendência na área de contabilidade.

Os escritórios menores ficam em desvantagem na competição com os grandes e a saída está na união de forças. É possível se associar a seus pares no ambiente virtual, por meio de portais de contabilidade, para compartilhar informações, diretrizes, gastos com publicidade e captação de clientes etc.

Para quem prefere manter um escritório físico, os espaços de coworking permitem o compartilhamento de infraestrutura, o que leva à redução de custos com aluguel, serviços, recursos humanos e muitos outros.

Ao final da leitura de nosso artigo, ficou fácil perceber que as tendências de contabilidade vão além dos avanços tecnológicos e envolvem a inovação de técnicas e de comportamentos. Você, como estudante e interessado em um curso de Ciências Contábeis, precisa estar atento a tais tendências.

Para estar sempre bem informado sobre a área de contabilidade e conhecer outros assuntos de interesse para sua vida estudantil, só falta um passo importante: assinar a nossa newsletter!

Sobre o autor

Faculdade de Rondônia

Deixar comentário.

Share This